A Gangue dos Ladrões Molhados

Nos esgotos de Sharn várias “tribos” ou gangues residem entre a merda e os restos dos mais ricos. Essas tribos muitas vezes vivem de buscar alimento entre toda a nojeira de Sharn, de vender as poucas coisas que acham com alguma utilidade e fazendo alguns furtos e roubos nas camadas mais inferiores da cidade. Já que nem a casa de Tharashk nem a guarda local têm o menor interesse de entrar nos esgotos de Sharn, essas tribos se encontram em com uma certa segurança, e constantemente vivem em guerra entre si.

triboAlgumas dessas gangues são apresentadas no livro Sharn: City of Towers. No entanto uma em especial não foi conhecida até hoje, a gangue dos ladrões molhados. Essa gangue tem uma vantagem sobre as outras que fica claro quando conhecemos seus membros, todos (menos um) são da raça de Bullywugs, criaturas que surgiram nas terras pantanosas de Eberron, mas encontraram nos esgotos de Sharn um ótimo lugar para viver. Além do lodo e da umidade ser considerada agradável, eles não precisam mais sair em longas caminhadas em busca de comida, já que as válvulas mãe 27 e 32 oferece tudo que esse povo precisa. Essas válvulas são conhecidas válvulas de escape que começam na região superior de Menthis próximas ao local da tribo.

Claro que essa tribo não teria ficado conhecida se seus membros ficassem confinados nos esgotos: nos últimos meses na região inferior de Menthis aconteceram diversos assaltos por ladrões encapuzados. A maioria dos comerciantes que foram assaltados não sabe como descrevê-los, apenas dizem “eles possuem grandes olhos, do tamanho de uma mão, como de cobras, um cheiro insuportável e claro todos estavam molhados deixando não só minha loja mal cheirosa como encharcada!”. Esses assaltos normalmente não chegariam aos ouvidos de aventureiros, mas com o último assalto da gangue algo vai precisar ser feito.

O cassino Lucky Nines foi roubado durante a madrugada do último Zol, Fash Yask, uma maga humana dona do cassino, não tem o menor interesse em ver os assaltantes presos, ela os quer mortos. Por isso ela não chamou a guarda e também não tem dinheiro suficiente para enviar um especialista da casa Thuranni para fazer o serviço. Com isso parece que os personagens terão alguma chance de ter grana para pagar o aluguel.

A tribo de Bullywugs viveu em certa harmonia por vários anos até que Nightfall, um Shadar-kai, visitou a tribo e fez ofertas nada atraentes, a inteligência inferior dos Bullywugs não permitiu que eles percebessem isso. Por troca de armas melhores do que tacapes e fundas Nightfall conseguiu a submissão de todos os Bullywugs, incluindo Sapo Barbudo, o antigo líder da tribo. O líder, apesar de não ter confiado tanto em Nightfall, viu que a arma do Shadar-kai era bem bonita e forte, suficiente para fazê-lo calar.

Agora o futuro dos Bullywugs, da paz nos esgotos e em Menthis Inferior está em risco. Será que os personagens irão conseguir impedir a tribo? Será que Sapo Barbudo retomará seu lugar de direito? Será que os planos de Nightfall são ainda mais ousados? Será que os personagens irão aceitar ser a mão de ferro e subversiva de Fash Yask?

Confira os próximos posts com encontros, desafios de perícias, monstros e itens. Tudo necessário para você montar sua primeira aventura no cenário de Eberron e de Sharn.

Rolem 20!

Sobre Davi Salles

Irmão do Daniel, o Davi começou a jogar mais ou menos na mesma época, mas demorou um pouco mais para jogar junto. Irmão caçula, sabe como é. Ele gosta bastante de Senhor dos Anéis, e suas aventuras sempre tem um toque Sheakspereano. Curte the One Ring, Vampire: the Requiem e outros RPGs mais interpretativos, mas também joga e mestra mesmo o velho e bom D&D.
Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

20 respostas a A Gangue dos Ladrões Molhados

  1. Pingback: Tweets that mention A Gangue dos Ladrões Molhados | Rolando 20 - DnD 4ª edição -- Topsy.com

  2. Delibriand disse:

    Bullywugs! Nice!
    E boa volta aos posts! 🙂

  3. monipadial disse:

    Oras, é só os Bullywugs encontrarem um aventureiro loiro de grito estridente chamado Kevin e eles estão perdidos.:p

  4. Jamesk disse:

    Hahahaha
    Adoro esse Bullywugs 😀
    Realmente é curioso um Shadar-Kai se relacionando com essa criaturas "Inferiores".
    Parabens pelo post!
    Espero que voltem a postar mais! 😀

  5. DM Rafael disse:

    Anand… não se ocorre o mesmo problema com outros, mas eu não recebo mais por e-mail notificação de novos comentários através do intensedebate. Tem ideia do que pode ser isso?

  6. DM Rafael disse:

    Anand… não sei ocorre o mesmo problema com outros, mas eu não recebo mais por e-mail notificação de novos comentários através do intensedebate. Tem ideia do que pode ser isso?

  7. DM Rafael disse:

    Hahaha! Muito bom! Eu adoro odiar bullywugs! Eu até usaria a ideia no meu jogo de quinta (onde a galera parou nos "esgotos" de Fallcrest), mas já usei na aventura anterior, dai fica repetitivo. Em todo caso, é legal ver novos posts do Davi.

    Agora fico imaginando o que o Shadar-kai iria querer com esses sapões!

  8. Youkai X disse:

    Bom ver o Davi postando! Ele posta muitas coisas legais, e essa idéia de aventura é muito boa pra quem não estiver inspirado. Só uma pena que meu grupo já é paragon, então nào teria como aproveitar esse gancho, mas quem sabe em outro grupo no futuro XD

  9. Guilherme Göltork disse:

    Não querendo ser chato, mas "dejetos" não seria mais apropriado que "merda". XD
    E uma maga, dona de um cassino (!) sem dinheiro? Estranho…

    • Davi Salles disse:

      Primeiramente ele é uma maga NPC, sabe fazer no máximo uma magia ou duas e no máximo um ou dois rituais, portanto viver de fazer magia é complexo, ainda mais porque ela não possui permissão da casa de Cannith para trabalhar na área deles.

      Segundo é um cassino em Lower Menthis, precisa imaginar algo menos Las Vegas e mais bingo de São Paulo. Afinal não muito longe do cassino fica um dos "distritos vermelhos".

      Terceiro um assassino da casa de Thuranni é algo que apenas a elite da elite pode contratar, muitas vezes apenas reis e a corte mais poderosa tem o dinheiro para esse serviço. Ele não é um assassinozinho (isso são os personagens dos jogadores), ele é o mega assassino, ultimate boss de campanha heróica se o mestre quiser.

      Claro que pode não concordar comigo, mas foi assim que pensei para explicar a minha idéia de aventura.

  10. Rom_Machado disse:

    Gosto dos Bullywugs…da pra usar eles pra fugir do clichê dos kobolds. =D
    Resta saber: O Sapo Barbudo tem quantos dedos?

    • Davi Salles disse:

      Hehehe, nesse post eu não coloquei, mas no próximo (com a ficha do sapo barbudo) eu aviso que qualquer semelhança é pura coincidência, e é mesmo. O meu sapo barbudo é burro e carismático, apesar de alguns acharem o presidente burro, eu não acho. Não sou petista, estou muito mais pra esquerda.

      • Vinicius Zóio disse:

        Juro que rachei de rir com a idéia do chefe ser chamado "Sapo Barbudo"!!!! ^^

        Excelente post Davi! 🙂 Bullywugs ruleam demais! ^^

  11. Youkai X disse:

    Pô, nunca pensei nessa ligação de Sapo Barbudo com o noffo previdenti! uhehuehuehuehuehu! Realmente o espírito é esse, Davi! Também tenho vontade de narrar alguma aventura nível 1 que dispense os kobolds e goblins, que já foram usados pra caramba 😛

  12. PedroSerrano disse:

    Olha, se fosse a Gangue das Ladras Molhadas eu tenho certeza que o post teria muito mais visitas…

Os comentários estão encerrados.