A Prisão Axiomática

Continuando nossa série videogame de papel sobre Path of Exile, agora iremos explorar a antiga Prisão Axiomática, uma dungeon criada ao redor de um portão entre duas regiões, com um habitante bastante sinistro. Não vou descrever toda a masmorra, mas vou descrever como usá-la numa campanha que está usando os elementos de Wraeclast.

História

Durante a Rebelião da Pureza, os Karui, um povo rústico e bárbaro, liderados pelo rei Kaom, movia-se perigosamente em direção a Sarn, a capital do império. O Imperador Chitus preparou várias barreiras para segurar os Karui. A primeira era o exército de Marceus Lioneye. A segunda, a feiticeira Shavronne, que prefetizou a derrota de Lioneye. Ela levantou uma barreira mágica próximas das montanhas que cercavam a prisão, e convenceu o carcereiro Brutus a ser modificado magicamente para vencer Kaom. Ele se transformou numa monstruosidade e matou Shavronne, e Kaom nunca chegou a invadir a prisão, preferindo seguir pelo caminho mais longo, na costa.

The_Lower_Prison_area_screenshotDesde então a prisão atraiu vários tipos de mortos vivos, pois criaturas vivas eram caçadas e mortos pelo antigo carcereiro. O que já era uma masmorra de sofrimento, virou um pesadelo para qualquer um que quiser atravessar o vale da região da costa de Wraeclast. No jogo, o jogador é obrigado a atravessar a prisão para sair da costa, que está infestado de zumbis e outros mortos-vivos (como Hillock). Na sua campanha, vários outros motivos podem levar os jogadores a irem se encontrar com Brutus na prisão Axiomática:

  • O antigo laboratório de Shavronne ainda está na prisão (ver abaixo), e pode conter itens arcanos, scrolls, ou mesmo partes de algum artefato. Os jogadores podem até mesmo estar procurando algum inimigo que foi lá estudar nesse laboratório ou, como no jogo, encontrar um inimigo por lá pela primeira vez.
  • Algum antigo prisioneiro pode ter alguma informação importante para o grupo, e carregando um scroll de Speak with the Dead, eles tem que encontrar esse corpo numa cela específica.

Encontros

Os inimigos típicos da prisão são esqueletos, zumbis, com aranhas gigantes criando vários ninhos pelo lugar. Ocasionamente, fantasmas ou aparições de antigos prisioneiros. O carcereiro Brutus merece um encontro em particular, mas você pode improvisar com um Ogre Zombie.

Grupos de Esqueletos (CR 2)

  • 9 Esqueletos padrão

Grupos mistos de Mortos Vivos (CR 2)

  • 4 Esqueletos padrão
  • 1 Esqueleto com armadura extra (+2 AC)
  • 4 Wraeclast Zombies (veja abaixo)

Grupos de Zumbis (CR 2)

  • 8 Wraeclast Zombies (veja abaixo)

Wraeclast Zombies

Zumbis em Wraeclast podem ser únicos, como o Hillock, mas a maioria segue a ficha do Monster Manual. No entanto Zumbis que passam tempo demais em ambientes fechados como a Prisão desenvolvem gases tóxicos em seus interiores (especialmente o abdomem), e podem expelir esses gases quando tomam dano:


Wraeclast Zombies

Medium undead, neutral


  • Armor Class 8
  • Hit Points 22 (3d8+9)
  • Speed 20ft.

STRDEXCONINTWISCHA
13
(+1)
6
(-2)
16
(+3)
3
(-4)
6
(-2)
5
(-3)

  • Saving Throws Wis +0
  • Damage Immunities poison
  • Condition Immunities poisoned
  • Senses darkvision 60 ft’ (spell), passive Perception 8
  • Languages Understands languages that it knew in life but can’t speak
  • Challenge ¼ (50 XP)

Traits

Undead Fortitude If damage reduces the zombie to 0 hit points, it must make a Constitution saving throw with a DC of 5 + the damage taken, unless the damage is radiant or from a critical hit. On a success, the zombie drops to 1 hit point instead.

Poisonous Gas When the zombie is hit for 5 or more points of damage in a single attack, it releases poisonous gas in a 10 foot radius around it. The gas lasts until the end of the next round. Any character that start its turn on the area needs to do a Constitution save (DC 12) or take 1d6 poison damage. Multiple areas stack the damage.

Actions

Slam. Melee Attack: +3 to hit. Hit: 4 (1d6 + 1) bludgeoning.

Mapa Típico

A prisão pode ser fixa, e você pode ficar a vontade para usar qualquer mapa de prisão que você tiver disponível (até mesmo a masmorra da caixa preta do D&Dzinho). Ou, se quiser dar um tom ainda mais sobrenatural para a prisão (e deixar mais parecida com o jogo), ela pode ser aleatória, o que impossibilita os jogadores de sair para descansar ou obter mais recursos.

Se for usar a dungeons aleatória, recomendo o gerador do DonJon, que faz dungeons com cara de primeira edição como as abaixo (versão do DM e do Jogador):

The Axiom Prision 02 (print)  The Axiom Prision 02 (player)

Shavronne of Umbra

ShavronneNa Prisão fica um dos laboratórios antigos de Shavronne, uma maga poderosa da época do Império. Ela era especialista em magias elétricas como Lightning Bolt e similares, e criou vários itens mágicos. Uma das magias que o grupo pode encontrar num Scroll é a Lightning Ball:

Lightning Ball

5th Level Evocation


  • Casting time: 1 action
  • Range: 120 feet
  • Components: V, S, M (copper balls)
  • Duration: Instantaneous

A sequence of balls made of pure lightning is shoot from your hands in a straight line in a direction you choose. Each creature in the path must make a Dexterity saving throw. You can divide the total damage of 15d6 in up to 5 different balls, splitting the damage (five times 3d6 balls, for example). A creature takes the full damage on a failed save, or half as much damage on a successful one.

As an additional effect, creatures that failed the save are shocked and takes 50% additional damage from all sources until the end of their next turn.

At Higher Levels: When you cast this spell using a slot of 6th level of higher, the damage increases by 2d6 for each slot above 5th. You can also split the damage in additional balls per slot above 5th.

Espero que tenham curtido e aproveitem as idéias. E Rolem 20!

Arte: Path of Exile e Witch by Dennis Fröhlich

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Magia, Oponente, Post e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas a A Prisão Axiomática

  1. Obrigado pelo conteúdo já tive ótimas ideias aqui e vou aproveitar uma boa parte xD

  2. Rafael P. P. disse:

    Eu tenho uma humilde sugestão para um episódio do Rolando Cast: Falar sobre como está o Forgotten Realms no D&D 5e e quais foram as coisas que aconteceram após o D&D 4e.

  3. RafaelDragonMaster disse:

    Agora que eu parei para ler o post, gostei muito! Gostaria de ter jogado Path of Exile… agora que eu reprovei três vezes vai demorar um pouco para mim jogar qualquer coisa ou continuar apanhando no Baldur’s Gate.

  4. Pingback: Videogame de Papel – Path of Exile | Rolando 20

Os comentários estão encerrados.