D&D Basic PDF

O que achamos:

Rolem 20!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Podcast, Vídeo e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

15 respostas a D&D Basic PDF

  1. André Augusto disse:

    Eu estou empolgado com essa nova edição do D&D. Pretendo voltar a jogar RPG após dois anos parado. Me diverti muito com a 4e porém as alterações nas regras nessa nova edição e o retorno às origens em muitos aspectos traz de volta uma nostalgia muito boa. Me faz lembrar meus 16 anos nos anos 90 rsrsrs. Fiquei sabendo também que o cenário padrão será Forgotten Realms. Espero que eles saibam aproveitar todo o riquíssimo material que este cenário possuí, pois para mim é o melhor cenário em D&D. Abração a todos.

  2. @GpaOliveira disse:

    Poxa, esqueceram de comentar sobre as facilidades da regra de Advantage/Disadvantage !

    Também estou confiante com essa nova edição (que mais parece um D&D 3.75), bem incentivado pela mecânica básica de criação de personagens usar formalmente Backgrounds/Traits/etc (algo que eu, como Mestre, sempre queria usar/incentivar mas tinha que criar regras caseiras pra isso)

    • Daniel Anand disse:

      Adv/Dis é legal, mas tá longe de ser uma revolução, né?

      Eu acho que essa edição está muito mais para um AD&D 3a edição que um 3.75 (esse é o pathfinder), porque muito das características da 3e não estão lá (especialmente a questão do multi-class e prestige classes).

  3. Andrade disse:

    Dúvida: As batalhas de d&d Next usarão matriz de combate como na 4e?

    • Daniel Anand disse:

      Vão ter opções de usar grid de combates como todas as versões de D&D até hoje. Mas igual a 4e, definitivamente não vai ser, já que o elemento tático vai ser bem mais leve. Nada de magias com medidas em quadrados, por exemplo.

  4. Barcelos disse:

    Não fui para 4 Ed (fui p/ o PF) e apesar de nao participar
    dos playtest da 5 ed olhei alguns comentários e estava
    descrente com a 5 ed e esse papo de modularidade.
    Mas quando sairam as fichas, gostei e me surpreendi quando li o pdf !

    Também fiquei com essa sensação da 5e ser um AD&D 3a edição,
    pois o fluff me lembrou AD&D, a parte das raças com varias
    citações de livros e tal, achava que ia ser um SRD da vida
    só com números e textos empilhados mas pelo contrário foi até divertido de ler rs.

    Quanto as regras fiquei com uma impressão diferente de vcs,
    geralmente jogo de mago e achei ele "menos forte" digamos que as edições
    anteriores,apesar de ele poder preparar mais magias,
    a quantidade de magias por dia foi caiu brutalmente (a partir 6 círculo)
    e aparentemente não se ganha mais magias adicionais por altos atributos.

    Fiquei com a impressão de ser um mago com poucas magias, mas
    quando ele abre a mão sai da frente, e Teletransporte
    passando do 5 para 7 círculo, acredito que o jogo
    fique mais perigoso e emocionante mesmo em níveis mais altos.
    Mas eu gostei das mudanças, sempre achei uma classe
    desbalanceada ( magias de will nos pobres guerreiros)

    Vcs pretendem falar do Attack Wing, o que acharam ?
    Opa me empolguei escrevendo malz ae kkk

    • Daniel Anand disse:

      É que isso compensa com o fato das magias não serem fixas, né? Apesar do mago só mandar uma magia de, por exemplo, sétimo círculo, ele pode ter várias de 7o nível preparadas e ganhar, ainda mais, em versatilidade. Fora que várias magias podem ser castadas com slots superiores e ficarem ainda melhores.

  5. RafaelFM disse:

    Pois é… eu juro que tentei gostar da 4th! Juro! Como prova, meu grupo tem mais de 10 livros que compramos ao longos desses ultimos anos!… mas sério… não deu!!! Simplesmente desistimos! Sempre fomos fãs do D&D como ele "tem que ser"..
    Como o próprio Daniel diz, concordo: D&D só precisa ser D&D! Deixa o "diferente" para outros RPGs. E concordo que se a 4th tivesse outro nome teria sim sido um sucesso!!!
    Por fim, na boa! Estou curtindo e muito o novo D&D! Estou curtindo o retorno do vanciano nas magias. Nesse estilo então ficou bem mais legal! Enfim o um D&D que todos nós merecemos desde os saudosos dias do AD&D 2nd!!!
    Inté!

    • Daniel Anand disse:

      Eu joguei uma montanha de AD&D, 3.x e 4a edição. Nessa última, passando de níveis iniciais aos Destinos Épicos. E vou dizer que acho nunca mais vou jogar um jogo tão tático e estratégico quanto a 4e foi. A 4E foi um RPG excepcional, que guardo no meu coração (e coleção), mas não foi, infelizmente, o melhor D&D.

  6. danfigueroa disse:

    Eu já comecei a mestrar e postar sobre o novo D&D. Estou gostando bastante do que eles já liberaram e do cronograma de lançamentos. Torço agora para que a nova edição dê fôlego novo para os blogs/podcasts nacionais e que a comunidade produza muito material como aconteceu na 4ª edição.

  7. @igorvchacon disse:

    Na 5ª edição não tem os "Talentos" da que tinha na 3 e 3.5? Eu entendi bem ou passei direto. (não cheguei nem a ler o LdJ da 4ª).

  8. Rafael disse:

    Vixi, os combates do AD&d eram muitos monótonos. Os pcs não tinha muitas sugestões de manobras, ficava tudo a cargo do arbítrio do mestre. Se o D&D 5 voltar com o sistema de combate do AD&D vai ser um atraso. Acredito que eles deveriam pelo menos aproveitar os elementos táticos da 4º edição.

  9. Cavaleiro Morto disse:

    Eu gostei bastante do que está saindo para nova edição, já fiz pre-order de tudo que vai sair até o final do ano, comecei com a Adventure League e estou cutucando os antigos jogadores para voltarem a ativa.

    Gostei do sistema, está bem simplificado e leve.

Os comentários estão encerrados.