Podcast Rolando 20 – Episódio 21 – Dragonborns

episodio-21Olá Jogadores e DMs!

Essa semana Daniel Anand & Davi Salles voltam a se reunir para explicar em detalhes a raça que apareceu junto com a 4a edição do Dungeons & Dragons – os Dragonborns, ou os Draconatos. As criaturas draconianas humanóides que os jogadores da 4e já aprenderam a gostar mostram todo o seu potencial de interpretação em mais de uma hora de bate papo.

Focamos na história e psicologia da raça, principalmente focando no material publicado pela Dragon Magazine:

Se vocês quiserem (e puderem) ajudar a manter o site e podcast, ajude na divulgação, ou faça sua próxima compra de Dungeons & Dragons na Amazon, é só clicar antes aqui!

Rolem 20 e boas baforadas!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Podcast e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

37 respostas a Podcast Rolando 20 – Episódio 21 – Dragonborns

  1. Guilherme "Göltork" disse:

    Eu não gostava muito dos Dragonborns, mas depois que comecei a ve-los em Eberron minha mente começou a se abrir a eles.

    Falando em Eberron, não vejo a hora de ver um podcast sobre esse cenário aqui no Rolando 20!

    • Daniel Anand disse:

      Esse mês sai o Player's Guide to Eberron, e mês que vem o Eberron Campaign Guide. Então fique tranquilo que o episódio de Eberron está bem próximo! 😀

  2. Arquimago disse:

    Espero que alguem traduza o PDF!!! Depois ouço e comento! Acho que vou jogar!

  3. Leandro disse:

    Estou baixando!

    "já aprenderam a gostam"

    Corrige ae Daniel!

  4. Tio Nitro disse:

    Já estou baixando, vou ouvir mais tarde! 🙂 Doidimais!

  5. renatorecife disse:

    Só vou poder baixar e ouvir de noite, mas devo dizer que esses artigos da Dragon de "Ecologia do…" são fantásticos, tanto os Draconatos quanto os Genasi estão entre minhas raças prediletas por causa dos artigos da Dragon.

  6. Pois é, as descrições do livro do jogador são pobres demais, o que leva todo mundo a imaginar que se trata de uma raça "apelativa pra faturar fã de video game". No entanto, um amigo que tem acesso ao material da Dragon Magazine por ser assinante do D&D Insider me mostrou essa matéria da ecologia do Dragonborn e isso me fez ver os "homens-dragão" de maneira totalmente diferente (o fato de eles explicarem o porque das fêmeas dragonborn terem seios me tirou um peso da consciência, acreditem. Pensava que era apenas uma jogada da equipe de arte da Wizards para fisgar os jogadores mais "babões", mas agora a coisa faz muito mais sentido!). E a personalidade e a história da espécie conseguiram me cativar de verdade! Eles conseguiram, ao meu ver , marcar seu território dentro do nicho das raças icônicas de D&D!

  7. Pois é, as descrições do livro do jogador são pobres demais, o que leva todo mundo a imaginar que se trata de uma raça "apelativa pra faturar fã de video game". No entanto, um amigo que tem acesso ao material da Dragon Magazine por ser assinante do D&D Insider me mostrou essa matéria da ecologia do Dragonborn e isso me fez ver os "homens-dragão" de maneira totalmente diferente (o fato de eles explicarem o porque das fêmeas dragonborn terem seios me tirou um peso da consciência, acreditem. Pensava que era apenas uma jogada da equipe de arte da Wizards para fisgar os jogadores mais "babões", mas agora a coisa faz muito mais sentido!). E a personalidade e a história da espécie conseguiram me cativar de verdade! Eles conseguiram, ao meu ver, marcar seu território dentro do nicho das raças icônicas de D&D!

    • YuriPeixoto disse:

      Pro pessoal que gosta de mais descrições de raças, tem na Amazon que ano que vem eles vão lançar livretos em P&B só sobre as raças – 32 páginas, parece que vai ser igual esse podcast: mais fluffy e pouco crunch. 😀
      Pesquisem na Amazon: Player´s Handbook Races: Dragonborn.
      Sobre o podcast, ficou muito bom, mas eu senti falta de um detalhe da 3.5. Races of the Dragon. Falaram do AD&D, pincelaram o 3.5, e pularam o livro que "trouxe" o termo Dragonborn pela primeira vez. Claro, naquele suplemento os Dragonborns eram diferentes: humanóides que se puseram a serviço de Bahamut, passaram por um ritual místico e se tornaram os Dragonborn. Pra quem usa Forgotten Realms (como eu), e que não vai avançar a timeline e usar o Forgotten Realms 4E (como eu), mas VAI usar as regras da 4ª edição, a dupla Races of the Dragon (que descreve esse "dragonborn alternativo") e Dragons of Faerûn (que descreve em profundidade os Dragões de Forgotten Realms, (e usa esses dragonborns 3.5) é inestimável.

      Tem também o Heroes Handbook: Dragonborn, da Goodman Games, que tem um material até interessante pra raça.

    • Daniel Anand disse:

      Bom, na verdade as dragonborn tem seios para parecem mais com mulheres e ter desenhos mais legal. A explicação veio depois, e não o contrário! 🙂

  8. Rey_Ooze disse:

    Que aula hein??? Show!
    [ironia]
    Olha só não sei onde voces arrumaram tanta informação já que é sabido que 4e não tem fluff. Acho que voces inventaram tudo isso !
    [/ironia]
    Brincadeiras á parte, ficou um podcast para todos independete da Edição que joguem.
    Parabéns!

  9. abner disse:

    essa do link auto-atualizavel foi massa!!!
    mais nao deixa de ser uma galeria auto-desestimulante!!!!!

  10. Brenno disse:

    Muto bom…

    Gostei da discussão e faço coro para vindouros episódios neste estilo. Fazendo os devidos ajustes , são uma raça com potencial para qualquer edição do d&d.

  11. Guilherme "Göltork" disse:

    Ontem finalmente tive um tempo para ouvri o podcast.
    Gostei bastante! Até me ajudou a ser menos preconceituoso com a raça!

    Uma coisa que foi dita é que os Dragonborns viriam do continente de Sarlona em Eberron, quando na verdade o "continente dos dragões" é Argonnessen.

  12. renatorecife disse:

    Esse episódio foi muito legal, chorei de rir em vários momentos, especialmente na hora do "vôlei dos dragonborns" e da "baforada de cuspe" com "baba sinistra" :p

    Espero que esse seja o primeiro de muitos episódios de raça!

  13. Gostei do formato do podcast sobre as raças e a ideia do grupo temático tb é legal, fiquei imaginando o grupo de Dragonbrons sugerido, pena que os jogadores nem sempre topam coisas novas.
    E reforço o coro dos ouvintes que esperam avidos pelo podcast sobre Eberron!

    • renatorecife disse:

      O problema de topar coisas novas (pelo menos no meu grupo, não sei se outros são assim) é que os jogadores são muito individualistas, só pensam no próprio personagem e não no grupo, no caso do grupo de draconatos um jogador que goste de jogar como mago vai ficar revoltado com a ideia.

      • Daniel Anand disse:

        Bom, não posso falar pelos seus jogadores, mas eu faria um dragonborn mago fácil, fácil, só pela diversão. Aliás, me empolguei e fiz uma ficha de um dragonborn mago que achei bem massa, dá uma olhada em:

        http://www.rolando20.com.br/wp-content/uploads/20

        O nome dele foi inspirado no shaman do Davi do World of Warcraft. Mega valor de surge, +5 pra acertar em todos os poderes, dá várias penalidade e deixa oponentes lentos (como um bom controller) e ainda sumona criaturas que fazem 1d8+6 de dano! Sem falar no +13 de História, que é mega para nível 1.

  14. Trejes disse:

    Parabéns pelo podcast, realmente muito bom… tenho acompanhado todos desde o primeiro e este se diferenciou justamente por, juntamente com o episódio sobre dragões, tratar bem mais do roleplay do que das regras de jogo. Como muitos outros jogadores "antigos e conservadores", tive dificuldades em aceitar os draconatos como raça básica, mas comecei a vê-los com outros olhos agora. Honestamente, ainda acho estranho que, como raça básica, draconatos passem a ser encontrados na maioria dos cenários, pois eles são "fantásticos" demais para o padrão de fantasia medieval tradicional, mas, como vcs mesmos disseram, "D&D agora é um jogo moderno". Minha sugestão é a de que continuem fazendo episódios sobre raças no mesmo formato, mas priorizando as raças básicas novas (tanto do Livro do Jogador 1 quanto do 2), pois a maioria dos jogadores está familiarizada com anões, elfos, halflings e cia. Para aqueles que ainda estão se acostumando com a 4ª Edição, o melhor seria receber esse tipo de suporte para as novas raças (tieflings, goliaths, shifters, devas…). Excelente trabalho e continuem assim!

  15. LeoXorao disse:

    Otimo podcast, realmente eu prefiro quando voces falam menos sobre a mecanica do jogo. Eu gostaria de ver um podcast sobre Goliath e Shifters, pois conheço muito pouco da historia deles.

  16. Kimei disse:

    Vou ser bem sincero. Prefiro os podcasts mais "crunch".

    Vcs poderiam ter citado mais os draconianos de DragonLance.
    (e o que acontece quando eles morrem)

  17. DM_Rafael disse:

    Não sei se apareceu primeiro no RPG ou numa novela, mas no Bestiary of Krynn apareceram os Noble Draconians, que teria sido uma tentativa desesperada das forças das trevas de criar mais draconianos a partir dos ovos dos dragões cromáticos. Resultados? Draconianos bondosos! QUANTA criatividade…

    Em todo caso, dá pra adaptar facilmente os dragonborns para Dragonlance. Na verdade, na versão 3.5 até havia a possibilidade de jogar com duas castas deles. O problema é que dependendo da época do jogo, seria como jogar com um orc (ou bugbear) num grupo normal.

  18. DM_Rafael disse:

    E aliás, me amarrei no episódio. Seria legal ver neste formato as raças que mudaram mais na nova edição, como o primos fada (eladrin, elfo) e o tiefiling.

    Hehe, e impagável a "menstruação de cuspe"!

  19. Tsu disse:

    também gostei do formato, ainda mais q conheço pouco do fluff de D&D.

  20. Fernando Fagundes disse:

    Parabéns pelo episodio pessoal, show de bola. Dois comentários para tentar enriquecer mais ou próximos podcast sobre raças.
    _Acho que vale a pena falar um pouco do relacionamento de uma raça com outra, Tieflings vs Dragonborns viraram os novos Elfos vs Anoes, mas como é o relacionamento de Dragonborn com outras raças (humanos, elfos, anoes, etc…)?
    _ Uma abordagem bem legal tb seria comentar como é um mago Dragonborn, estereótipo do paladino esta na raça, mas e os Wizards, Cleric, Avengers, etc….

    Gostei muito do episódio pessoal, parabéns.

  21. Sharp Walker disse:

    O episódio foi muito bom!

    Porém tenho algumas dúvidas em relação aos Draconatos serem "mamíferos"…

    No texto da Dragon, os termos usados podem fazer a tradução tender para isso, mas se prestarmos bastante atenção podemos interpretar de outra forma. "…the mother nurses her offspring." não é traduzido exclusivamente como "amamenta sua cria", mas pode ser traduzido também como o cuidado que uma mãe tem com seu filho, no sentido de acompanhar, manter e prestar atenção a suas necessidades. Já em "She slowly weans the child to soft and then normal food", a palavra "wean" pode significar (além de "desmamar") afastar, no sentido de ir deixando de alimentar a cria com alimentos macios, conforme o restante do texto dá a entender. Então a progenitora dragonato começa a oferecer alimentos mais sólidos, e não "desmama e passa para a papinha"… =)

    Então, pra mim, os seios são apenas apelo visual. Existe alguma outra fonte que cite que os Dragonatos sejam mamíferos?

  22. Marcelo Dior disse:

    Esses termos podem ser interpretados dessa maneira, mas geralmente não são. Seu uso geral é mesmo relativo a amamentação e desmama. Claro, essa discussão pode continuar exclusivamente no campo da semântica, o que seria um saco.

    • Sharp Walker disse:

      Poizé, por isso perguntei se existe alguma outra fonte que use o termo "mamíferos". Eu acho q, se fosse o caso, o próprio artigo da Dragon diria.

      • Daniel Anand disse:

        Não fala que são mamíferos, mas também não fala que são répteis. Na verdade, eles são draconianos, que é um amalgama das duas coisas. Tem um detalhamento disso no Draconomicon, sobre Dragões, mas que acho que pode ser estendido para os Draconatos também.

        No meu ver, são mais mamíferos que répteis, por isso interpretamos assim aqui. Agora querer explicar seios em draconatos, metalianas, ou elfas do mar, imho, é punhetagem demais pro meu gosto, já que a explicação é óbvia: fan-service! 😀

        • SharpWalker disse:

          Ah, com certeza! Mas eu não queria discutir os seios, fan-service é uma realidade e ponto. Eu só achei que, como vcs citaram que são mamíferos, poderia existir outra fonte além da Dragon que dissesse isso.

          A minha interpretação do artigo ainda é a de q nurse, embora possa ser traduzido como o ato de amamentar, está mais para alimentar. E não com leite, mas coisas macias e pastosas, como carne macerada ou algo do tipo. Até pq a origem etimológica da palavra em ingles nurse não tem nada a ver com a origem latina de amamentar, que tem relação com mamas.

  23. Pingback: TeiaCast » Blog Archive » Resumão – 05/06, 06/06 e 07/06

Os comentários estão encerrados.