Podcast Rolando 20 – Episódio 38 – Oozes

Olá Jogadores e DMs!

Essa semana Daniel Anand & Rey Ooze batem um papo sobre as coisas mais nojentas que você pode encontrar numa Dungeon: os Oozes, e seus comparsas geléias, gelatinas, pudins e variações gosmentas. Em mais um podcast sobre monstros, contamos o que aconteceu com essas criaturas na 4ª edição do D&D, além de dar dicas de como usar essas criaturas da melhor forma, tudo no maior bom humor!

Links do episódio

Lembrando, tirem suas dúvidas de D&D no Formspring.Me, e não deixem de nos seguir no Twitter! Sempre tem novidades, dicas e links por lá!

E não se esqueça de colaborar com seu podcaster favorito! Ou, se for comprar Dungeons & Dragons na Amazon, é só clicar antes aqui! Vocês também podem deixar seus comentários aí em baixo.

E rolem muitos 20 gosmentos!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro 13th Age. @dsaraujo no twitter
Esta entrada foi publicada em Podcast e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

34 respostas a Podcast Rolando 20 – Episódio 38 – Oozes

  1. jacker disse:

    Grandes personalidades nesse podcast, Ooze e Daniel.

    Parabéns pelo excelente bate papo sobre esse monstro bacaníssimo!

    Grande abraço.

  2. Puppet disse:

    Aêê, agora é oficial RolandoCast !!! :p

    T.T Achei que iam falar do Cubo gelatinoso proned T.T

    Esse podcast me deu uma ideia, vou dar uma olhada para ver se já existe mas, estou pensando em fazer uma ooze inteligente, ela seria alimentada pelos Mind Flayers, teria uma aparencia parecida com aquela "penseira" (acho que é isso) do Harry Potter.
    My recent post Miniaturas – parte 2

    • ReyOoze disse:

      Um Ooze jamais se curva ante heróis mal intencionados que querem proná-lo! ahaha
      Acho que quando você da "prone" num cubo gelatinoso ele fica quinado, igual um dado no vão da mesa! hehehe brincadeira… realmente Anand, como você explicaria um Cubo proned, ou um Knee break??!!! O Pupet deve ser jogador de 3.5 né possivel hehaha

      Gostei muito de participar deste cast, que bom que vocês também curtiram!

      • Puppet disse:

        Hehe !! Na verdade Ooze essa é uma dúvida comum tanto que tá no faq da WotC.

        Mais do que isso ela envia a mensagem clara: Adaptem a descrição não o sistema.
        My recent post Miniaturas – parte 2

      • @Pedrestevo disse:

        Alguém acerta o cubo e deixa ele "prone"?

        Fácil. Só mudar a descrição de prone sem mudar os bonus. Exemplo:

        "Wren acerta suas adagas no meio do cubo, espalhando suas entranhas para todos os lados. O cubo, esfacelado no chão, vai demorar um pouco para se reerguer (perde uma move action para levantar). Enquanto ele não tem a oportunidade de fazê-lo, os companheiros do Rogue percebem falhas nas defesas do monstro (o cubo dá Combat Advantage para quem está em melee), e aproveitam para atacar. Apenas Calima, que desferia golpes à distância com suas varinhas, encontra certa dificuldade, já que as entranhas espalhadas no chão são mais difíceis de enxergar (ataques ranged tem -2 de chance de acertar)."

        O Anand sempre faz a gente descrever quando um golpe fica "esquisito" em um monstro. Às vezes gera polêmica (inclusive quando nós lutamos com um cubo), mas geralmente dá certo.

  3. Carlitos disse:

    Cara, pera dexa eu ver se eu entendi!!!!! Sendo escravizado no Peru! NOOOOSSSAAA! 🙂
    (piadinha infame) 😀

  4. Carlitos disse:

    CARACA!!!! Inovador e inteligente!!!!!!!!!!!!!!!! Congratz! 🙂

  5. André disse:

    Passei aqui por 2 motivos: 1º Pra dizer que vocês foram os principais responsáveis por acabar com o meu preconceito em relação ao D&D 4th. Obrigado e bem feito pra mim, pois agora tenho quase 2 anos de defasagem em relação a 4ª edição. Pelo menos terei a ajuda deste ótimo blog e podcast.
    2º Cara, ri um bocado quando li isso aqui: http://www.koboldquarterly.com/k/article4390.php e tinha que vir aqui postar. E pensar que o maior inimigo das terríveis oozes pode ser encontrado numa geladeira ou num mercadinho perto de você.

    Abraços.

  6. Filipi disse:

    Muito bom o podcast! Com certeza vou colocar mais oozes nas minhas campanhas, em especial um cubo gelatinoso com um baú de ouro dentro! 🙂

  7. Lego disse:

    Adorei o podcast, conheci o site essa semana e já virei fã, continuem com o ótimo trabalho.

  8. Bruno Leão disse:

    Tá aí um tema que eu nunca esperava ver… mandaram bem, fiquei mó afim de jogar uns oozes nas aventuras agora… em breve volto a mestrar uma campanha de anos que tenho, em 3.5 ainda… acho que coloco um desses logo de cara, na primeira sessão…

  9. Lionel "André" Lich disse:

    Ué? Apagaram meu post?

  10. Caracas, visitei o site do Ooze… poxa, por que não conheci antes? Tem um lance de pedir ficha lá que teria me ajudado muito no ultimo evento de que participei! Moral pro Ooze aew! E pro Anand, que trouxe mais um grande convidado!

  11. Bloodbane disse:

    Legal, gostei desse! Quando eu vi o tema achei que não ia dar papo mas dos últimos foi o que gostei mais. Ótimas dicas para fazer uma aventura do tipo: "The temple of evil Oozes".
    My recent post Dicas: Ferimentos Graves

  12. DM Rafael disse:

    Gostei do episódio, o Ooze realmente é uma figuraça! E devo dizer que me amarro nessas gelecas, qualquer encontro com uma fica muito mais divertido. Lembro que a única vez que rolei iniciativa negativa foi com o cubo gelatinoso no D&D3. Rolei 1 e o coisa ainda tinha penalidade! Foi muito engraçado ver a cada do jogador que tinha rola 1 também e não tinha sido o último a agir!

    E sobre encontros com oozes e outras criaturas, acho que na caixa Tales de Dragonlance, a antiga caixa básica, os goblins costumavam carregar um black pudding em caldeirões pra jogar em invasores. Sempre achei a ideia divertidíssima!

  13. SharpWalker disse:

    Ooze é o cara! Se juntar com a galera do R20, dá samba! E de raiz!

    Esse episódio foi muito bom! Como sou DM iniciante de 4e (aliás, de D&D), ajudou pacas! Já tenho idéia para usar um OJ no próximo jogo e vai ser bem legal!

    A única coisa q é meio estranha é o nome dos bichinhos amorfos… Geléia, pudim… Eu vou evitar dar nomes, só descrever o bicho e deixar os meus jogadores conhecerem a geleca de uma maneira diferente… hauahuahau

    • DM Rafael disse:

      Pode até ser Planes, mas ao meu ver metade da graça das gelecas é justamente o "morfologia" dos nomes! Pudim negro, limo oliva, gosma cinzenta… :p

      Esse episódio também me lembrou uma história que vi na TV muitos anos atrás, mas não lembro se foi um filme trash ou um episódio estilo "Contos da Cripta".

      O plot foi o básico: adolescentes passam as férias numa casa no lago e enfrentam um mal local. Eles ficam "ilhados" no bote quando um mancha negra fica perseguindo pra onde eles vão, matando por fagocitose os incautos que tocam na geleca.

      Mais alguém lembra desse filme?

      • ReyOoze disse:

        Eu me lembro !
        A Menina tá na praia e o Ooze forma uma onda e engole-a! Claaaaassico.
        Eu disse pro anand, esquecemos de citar os Oozes nas mais diferentes mídias. Voces lembram do filme "A Coisa"? hehehehe

        • DM Rafael disse:

          Esse mesmo! Esse é o final onde o mosntro vence 🙂

          Além do "A Coisa", tem um outro chamado "A Bolha" (The Blob). Mas ainda tô doido pra descobrir o nome daquele filme dos adolescentes no lago.

          • Daniel Anand disse:

            Eu acho que esse do Lago era parte daquele Amazing Stories, de produção do Steven Spielberg. Eu lembro que o monstro do lago parecia uma lona de plástico! 😀

          • DM Rafael disse:

            Pois é, na sexta-feira, depois de ouvir o podcast eu fiquei tenso tentando achar. Fui na wikipedia procurar a lista de eps do Amazin Stories e do Contos da Crípta mas não achei em nenhum deles. Mas a lembrança que tenho era ter sido um ep do Amazin Stories mesmo.

            Lembro de ter visto super tenso, mas acho que não sobrevive nem de perto a regra dos 15 anos :p

          • SharpWalker disse:

            hauahuah… Lembro vagamente de alguma cosia assim.

            "A Coisa" eu lembro melhor… Só que ele era um Ooze que comia a pessoa por dentro… 😉

          • Puppet disse:

            Dá para adaptar para D&D como sendo uma doença. A Ooze fica devorando os healings surges do personagem até acumular uns 10 ou se esgotarem, quando isso acontesse ele rompe o abdomen do char, causando dano igual ao suge value e vira um Ooze para lutar.
            My recent post Miniaturas – parte 2

          • SharpWalker disse:

            Wow… Isso seria realmente aterrador! Uma outra versão pode ser um ooze mais sutil no início, e depois de infectado o hospedeiro começa a mudar alinhamento e atitudes, até perder o controle do personagem… E depois virar um Ooze, propriamente.

            Só acho que meus jogadores não curtiriam tanto assim essas idéias… hauahuahuah

          • Daniel Anand disse:

            Muito bacana essa idéia! Mó aliens!

    • DM Rafael disse:

      Caraca, viajei! Te chamei de Planes ao invés de Sharp. Acho que confundi com o sufixo de um outro cara que costumava postar muito na rederpg.

      Infelizmente não ta dando mais pra editar comentários, então fica aqui a minha errata e de pedido de "foi mal!".

      • SharpWalker disse:

        Tranquilo, Rafael. Eu achei que você tinha incluído uma palavra qualquer a mais… hauahuahua

        Eu achei legal você encarar de boa os nomes aportuguesados das "coisas"… Nas minhas mesas, isso acaba gerando muito off-topic e piadas… E pode acabar quebrando o ritimo. Então eu prefiro descrever, e evitar dar nomes aos bois. Depois, no debriefing, pode até rolar comentários tipo "sabe aquela gosma assassina? Então, era uma geléia ocre!"… 😉

  14. Pingback: Resumo de Podcasts – O Retorno – Parte 02 « TeiaCast

  15. Nibelung disse:

    Comentário rápido e atrasado: No DDO, na quest The Pit, você pode enfrentar um avatar de Jubilex e ganhar uma arma chamada Muckdoom (+2 club greater ooze bane). É uma gosma que fica no MEIO da lava, e é imune a fogo, frio, force, e lightning, além de regenerar ESTUPIDAMENTE rápido. Sem umas três pessoas atacando com muckbane o tempo todo é quase impossível derrubar aquele bicho.

    E na quest Rainbow in the Dark tem vários cubos gelatinosos. Sim, eles são completamente invisíveis até que você chegue bem perto deles.

  16. LeoXorao disse:

    Relembrar alguns monstros de edições antigas sempre me alegra. Um ser que não tive mais noticia e que lembra a ideia de absorver os oponentes dos Ooze, é o "MURO VIVO"… que nunca tive oportunidade de enfrentar.

  17. renatorecife disse:

    A única vez que enfrentei um bicho desses foi jogando com um Bárbaro de Int 6, ele usava um machado e começou a atacar um ooze em fúria, o detalhe é que era um dos que se dividia, hehehe, em poucos rounds o grupo tava cercado e o Bárbaro só ficava mais irritado, hehehe.

Os comentários estão encerrados.