Reporte de sessão: Escamas Negras sessão 22

E os Escamas Negras começam a se envolver numa trama milenar para o retorno dos Primordiais na Vingança dos Gigantes. Não mais sob a bandeira de Cormyr, os aventureiros mercenários descobrem que algo muito mais complexo se desenrola nos reinos.

O que é um reporte de campanha? É uma postagem onde descrevo sucintamente os acontecimentos da última sessão, comentando os encontros e desencontros do grupo. Nossa aventura é em Forgotten Realms, usando o sistema do D&D 4ª edição, pós Spellplague. O nosso grupo está no nível 12, no estágio exemplar. Esse reporte de campanha contém spoilers da aventura Revenge of the Giantsdisponível na Amazon.

A missão

O antigo grupo de elite de Cormyr se reuniu para ajudar as irmãs eladrin Calixto e Calima a encontrarem suas irmãs perdidas. Mas, no processo, descobriram que algo muito mais sinistro acontecia na raiz dos reinos esquecidos. Depois de caírem numa armadilha do primordial Maran e entregar para ele o Cubo de Horreb sem querer, o grupo é chamado para a cidade de Argent, do outro lado de Toril, pelo litorian Rrowthar. Lá, a antiga cidade está sob ataque constante de gigantes, elementais, e gigantes elementalistas!

O grupo

Na sessão vinte e um tivemos o grupo sem a Rogue Evangeline:

  • Amos, anão fighter (Battlerage Vigor), Dreadnought;
  • Calima, eladrin bard (Virtue of Cunning), Summer Rhymer;
  • Calixto, eladrin warlord (Tactical Presence), Comando Captain;
  • Wren, bugbear rogue (Brutal Scoundrel), Daggermaster;

A história

  1. Logo após a aparente vitória contra Pyricus, o arauto de Maran da grande lança, o grupo é interrompido por uma criatura humanóide, com o rosto de um leão. Ele se chama Rrowthar, é um litorian a serviço dos Guardiões de Argent, a cidade dos Silvercloaks. Afobado, pergunta pelo Cubo de Horreb, e descobre com tristeza que Maran conseguiu obter de volta o artefato. Ele explica que aparecer no Monumento dos Antigos era apenas uma artimanha do primordial para obter o cubo, que servia como cadeado de sua prisão ancestral, e que demorou meses para encontrar os heróis. De acordo com Rrowthar, Amos, Evangeline e Wren são descendentes de antigos guardiões de Argent, os mesmos que aliados à Myrkul, no passado, prenderam Maran do lado de fora de Toril. Ele não sabe exatamente o papel das gêmeas nisso tudo.
  2. Rrowthar pede que o grupo o acompanhe até Argent, que está sitiada por gigantes. Ao retornarem até o círculo de teleporte que ele tinha preparado, encontram uma patrulha elemental, com vários elementais do fogo e da terra. Um deles, com uma armadura completa de lava, aparentemente estava caçando o homem-leão. O grupo dá conta das criaturas, mas Evangeline acaba se ferindo. O grupo usa o círculo, e se teleporta para Argent.
  3. Do outro lado de Toril, o grupo aparece dentro de um pátio com inúmeras estátuas de heróis em posições gloriosas. No centro do lugar, um espelho dágua, e um velho bem idoso mesmo, apoiado num bastão. Ele explica que é Obanar, o último dos guardiões de Argent. Antes que tenha tempo de explicar mais, tremores se espalham por todo o local, e o chão explode em terra com dois Bulletes saindo de buracos. Obanar corre até a estátua de Waukeen, a divindade  protetora da cidade, e começa um encantamento para restaurar a defesa da cidade. Enquanto isso, tropas invasoras começam a sair dos buracos criados pelos tubarões da terra, entre eles um basilisco! No final o grupo repele os invasores e Obanar fecha os buracos magicamente, mas Calixto fica petrificada pelo olhar do basilisco.
  4. Obanar percebe que a cidade foi invadida simultaneamente em outras localidades. Usando o espelho d’água, vê que o lado sul da cidade foi invadida por um gigante do fogo, e ele está tentando abrir uma fenda planar para o Caos Elemental. Wren, Amos e Rrowthar partem para lá para impedir, enquanto Calima fica para tentar despetrificar sua irmã e cuidar da halfling. Um fantasma na ponte atrapalha no caminho, mas nada muito complicado. O grupo avançado é bem sucedido, usando táticas hit-and-run, de impedir o gigante de abrir o portal; no entanto, Calima se desconcentra, e mata sua irmã no processo de despetrificação.
  5. Eventualmente Calima se junta aos demais ainda em lágrimas, quando a fenda é finalmente conjurada. Juntos eles atacam o shaman de fogo e seus lacaios elementais. Quando o gigante cai, Calima pega o livro de ritual e usa-o para fechar a fenda elemental, que ainda resiste e causa dano elemental ao grupo.
  6. Ao retornar para a torre, Obanar explica que outro grupo entrou na câmara dos tesouros da Torre do Guardião, provavelmente atrás da máquina divina, o dispositivo do qual o Cubo de Horreb fazia parte e mantinha Maran aprisionado. O grupo cogita a hipótese de ressuscitar a líder Calixto, mas não tem tempo: sobem as escadas para salvar o tesouro de Argent, cansados e feridos.

Os encontros

  1. Role-play;
  2. Encontro com vários elementais numa floresta aberta. As árvores pegavam fogo elemental, com aura de 5 de dano flamejante burst 1. Rrowthar e Evangeline lutaram com outro grupo (em off), e como o jogador da Evangeline não veio, ela ficou “ferida” e desacordada.
    • 1 Fire Archon Flameshield – Level 11 Soldier
    • 2 Earth Elemental Quakes – Level 10 Brutes
    • 2 Fire Elemental Firestorms – Level 12 Controllers
    • 5 Fire Elemental Sparks – Level 12 Minions
  3. Encontro com monstros elementais padrão, mas um dos jogadores fazia os testes de Arcana que Obanar precisava para selar o local novamente. Quando Calixto petrificou-se, dei a ficha do Obanar para o jogador controlar o mago no combate (depois dos testes de Arcana terminados).
    • 2 Bulletes – Level 9 Elite Skirmisher
    • 3 Galeb Duhr Stoneshapers – Level 10 Artillery
    • 1 Stone-eye Basilisk – Level 12 Soldier
    • Guardian Obanar – Level 20 Controller
  4. Primeiro teve um rápido desafio de perícias para passar pelo fantasma da ponte, depois um desafio mais longo, para impedir o gigante de abrir o portal para o Chaos Elemental. Basicamente, testes de Stealth e Athletics. Calima rolou seu Heal para salvar a irmã, precisava 6 ou mais no dado, rolou 1, e Calixto morreu.
  5. Encontro com o gigante do fogo e os elementais ao redor. O jogador da Calixto jogou com o Rrowthar, improvisamos uma ficha de companion dele usando as regras do DMG2.
    • 2 Magma Striders – Level 10 Skirmishers
    • 2 Magma Brutes – Level 13 Brutes
    • 1 Hill Giant Shaman – Level 13 Controller

Minhas observações

  • Gostei da sessão, os combates foram rápidos e eletrizantes. Também demos bastante risada. O grupo está se sentindo meio rail-roaded pra Argent, mas o pobre Obanar ainda não teve tempo de explicar direito o que eles estão fazendo ali.
  • Momento engraçado da sessão: Amos, depois de tomar trocentas pedradas dos Galeb Duhr, leva uma pedrada no elmo do fantasma da ponte!
  • Momento triste da sessão: Calima matando a própria irmã por acidente.
  • Momento relaxo com os NPCs da sessão: dando apelidos para Rrowthar. E o Shaman Gigante do Fogo, com seu cabelinho de pagodeiro (ver mini), ganhou o apelido de Shamano.

Espero que tenham curtido o reporte, rolem 20!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Post, Reporte de Sessão e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

22 respostas a Reporte de sessão: Escamas Negras sessão 22

  1. Vinicius Zóio disse:

    "E os Escamas Negras começam a se envolver numa trama milenar para o retorno dos Primordiais na Vingança dos Gigantes."

    Ainda não terminei de ler o reporte, mas chorei de rir do início aqui Anand :).

    Dá quase para ouvir aquela sua voz de "Olá jogadores e DMs" num tom meio narrador de futebol falando a frase acima, rsrsrsrsrsrsrsrsrs.

    "Comeeeeeeeçam a se envolver numa trama milenar para o retorno dos Primordiais"

    E kra, agora que eu tou pensando, se houvessem "locutores" de RPG, acredito que vc ia se dar muito bem Daniel :).

  2. Vinicius Zóio disse:

    Kraaaaalho, rolou 1 na moral na hora de salvar a irmã???

    Deve ter sido muuuuuito tenso ter visto aquele -1- no dado na hora H. Cruel :D.

    Excelente relatório de campanha Daniel! ^^

    Mas diz aí – e o povo de Xen'drik??? 🙂

  3. Marco Gimenes dos Santos disse:

    O site está de parabéns, Daniel, em especial os seus reportes de campanha, que venho acompanhando há algumas semanas. Como mestre da terceira edição (3.5), só tenho elogios ao site e que os 20 continuem a rolar, seja qual for a edição de D&D.

  4. Essa parece ter sido um sessão recheada de ação! Quanto tempo em média duram as sessões do seu grupo Anand?
    My recent post [Recap] Jornalismo em Vídeo

  5. Pingback: Tweets that mention Reporte de sessão: Escamas Negras sessão 22 | Rolando 20 - DnD 4ª edição -- Topsy.com

  6. @Pedrestevo disse:

    Tudo culpa da Monica.

    E terei que jogar de novo com o Tony, pra fazer invejinha no Stealth bunda do Wren.

  7. monipadial disse:

    Mas foi vc q não passou nos saves primeiro!!! Além disso eu sou uma barda não uma clérica/mago, ou seja lá o quem faça o ritual de despetrificação na 4e. Fiz o role bonitnho, a Calima cantou, sangrou as mãos e passou no rosto da estatua, o q não tava no pragrama era o dado cair no 1!!!

  8. Davi Salles disse:

    Faz assassino que tem um utility que durante um encontro todos os personagens podem rolar stealth com o bonus do assassino!

  9. DanielSetita disse:

    O Anand está insanoooo!!! Duas sessões inteiras de jogo sem um mísero extended rest!! E vamos começar a terceira sem fazer também…..

    E morrendo um personagme por sessão!!! 🙁

  10. DanielSetita disse:

    Anand nem pra comentar do mega ultra hyper pro crítico que eu dei de 140+ de dano!!!!!!

Os comentários estão encerrados.