Reporte de campanha: Escamas Negras sessões 24 e 25

E durante o carnaval rolou uma maratona de RPG tão intensiva que fiquei com preguiça de reportar as aventuras até hoje! Quase rolou um TPK, tivemos duas mortes e os Escamas Negras fugindo com o rabo entre as pernas, mas com payback time! Atualmente protegendo a cidade de Argent dos ataques dos Gigantes, o grupo mandou inúmeros gigantes e elementais de volta para os planos!

O que é um reporte de campanha? É uma postagem onde descrevo sucintamente os acontecimentos da última sessão, comentando os encontros e desencontros do grupo. Nossa aventura é em Forgotten Realms, usando o sistema do D&D 4ª edição, pós Spellplague. O nosso grupo está no nível 14, no estágio exemplar. Esse reporte de campanha contém spoilers da aventura Revenge of the Giantsdisponível na Amazon.

A missão

A antiga cidade de Argent, outrora quartel general dos maiores heróis de Toril, está em pedaços. O último guardião, o mago Obanar, pede ao grupo Escamas Negras que o ajude na defesa da cidade, sitiada por gigantes de pedra e gigantes das colinas. Para acabar com a ameaça de uma vez por todas, o grupo precisa se infiltrar na cidadela dos gigantes da colina, que são liderados por um Titã de Pedra.

O grupo

Nas sessões tivemos o grupo sem Calima, a barda.

  • Amos, anão fighter (Battlerage Vigor), Dreadnought;
  • Calixto, eladrin warlord (Tactical Presence), Comando Captain;
  • Evangeline, halfling rogue (Artful Dodger), Guildmaster Thief;
  • Wren, bugbear rogue (Brutal Scoundrel), Daggermaster;

A história

  1. O grupo parte para descobrir onde fica o quartel general dos gigantes. Encontram rastros das movimentações bélicas, e começam a seguir o caminho, ao mesmo tempo que evitam as diversas patrulhas elementais e de gigantes pelo percurso. Depois de atravessarem uma pequena caverna, são surpreendidos por uma patrulha de gigantes, que acabam fugindo intimidados pelo grupo. Eventualmente chegam à cidadela, e usam de furtividade para atravessar as barracas e tendas dos exércitos e escravos que circundam a fortaleza. São percebidos por um grupo de escravos orcs, mas Evangeline os convence que eles irão libertar os orcs, que não dão nenhum tipo de alerta. Entram pela entrada dos fundos da fortaleza.
  2. Wren destranca a porta principal, e se esgueira por uma ante-sala escurecida. Acaba caindo numa armadilha de lâmina, o que chama a atenção do grupo de gigantes dali. Um dos gigantes está montando num Rage Drake, e têm um Shaman entre eles. O grupo vence os gigantes, mas logo em seguida são abordados por um segundo grupo, que vêm com Ogres. Novamente o grupo prevalece, sem grandes problemas, e descansam um pouco antes de adentrar mais na fortaleza.
  3. O grupo entra na sala principal da fortaleza, onde uma grande piscina de magma com um elemental do fogo se destaca. Além disso, mais gigantes da colina e um gigante de pedra atacam. Os gigantes não duram muito, embora o elemental crie problemas. Com um dos gigantes, o grupo encontra uma caixa mágica, provavelmente usado na comunicação dos gigantes com seu mestre Breven Foss, o elementalista (ver item 1 da sessão passada).
  4. Na parte interna da fortaleza, Orcs marauders chamam a atenção dos heróis para a sala do trono, onde o chefe dos gigantes da colina e vários outros gigantes aguardam o grupo. No meio da luta, o chefe usa uma alavanca, abrindo um alçapão que manda Amos para um lugar desconhecido. O grupo continua lutando, e eventualmente Wren cai também. Os gigantes são vencidos, e Evangeline e Calixto descem pela armadilha. Lá embaixo, Amos está morto, cercado de gigantes da terra e do Titã Earthshaker. O grupo foge desesperado, vendo que não terão chance contra os oponentes, numa fuga frenética pelos corredores do complexo.
  5. Calixto corre por um corredor, sendo perseguida por Earthshaker, e acaba num complexo de cavernas. Acha um túnel pequeno para se esconder, e consegue distrair o Titã por tempo o suficiente de fugir de volta para a fortaleza. Ao mesmo tempo, Wren e Evangeline fogem dos gigantes de pedra, levando o corpo de Amos. Se escondem na sala do tesouro, e acabam reencontrando Calixto, que começa o ritual de teleporte para Argent, enquanto Wren e Evangeline seguram a porta com barricadas, barras de ferro e força bruta dos gigantes. No último segundo, enquanto a porta cai abaixo, o grupo consegue fugir.
  6. Sangrando e feridos, o grupo se recupera na cidade prateada. Obanar informa que o ataque bagunçou bastante a organização dos gigantes, mas eles irão se reorganizar em breve. Amos, trazido de volta a vida, conta que encontrou Breven Foss comandando o Titã. O grupo se prepara para uma nova investida, dessa vez para acabar com o Titã de uma vez por todas. Como descobriram o local da fortaleza, Obanar pode teleportar o grupo para a entrada. Aparentemente, os exércitos gigantes estão se mobilizando para atacar Raven’s Bluff, a cidade mais próxima.
  7. Dois dias depois, de volta à fortaleza, o grupo vê que a cidadela foi totalmente arrasada. As barracas ao redor da fortaleza estão todas queimadas, e os portões da fortaleza derrubados. Intrigados, o grupo entra para descobrir que o local foi aparentemente dominado por Fomorians, os gigantes cancerosos da Feywild. Earthshaker, o titã, é encontrado preso numa espécie de transe, e vários corpos de gigantes estão espalhados pelo lugar. Os Fomorians usam gigantes mortos vivos e vários poderes mágicos, que por pouco não acabam com os desprevenidos aventureiros. Numa mudança repentina de sorte o grupo acaba vencendo, e exploram o resto da fortaleza, sem grande sucesso. Mas descobrem que o subterrâneo do local foi alterado.
  8. Nas cavernas onde Calixto enganou o titã, o grupo é atacado por nada menos que um enorme Dragão Vermelho, junto com capangas dragonborn. Aparentemente ele foi contratado para acabar com os aventureiros. Uma batalha cheia de saltos por cima de poças de lava acaba terminando mal para o Dragão, que percebe que poderá morrer e foge, voando para uma saída na parte superior da caverna. Seja lá o que aconteceu na fortaleza, os gigantes da colina não serão mais uma ameaça.
  9. Na mesma caverna, o grupo encontra o que parecia ser o início do tesouro do dragão. Wren percebe que existem várias armadilhas poderosas guardando o lugar, e consegue cancelar vários gatilhos, mas um escapa, ativando um desabamento das cavernas do lugar! Todos correm dali desesperados. Calixto se teleporta e foge na frente. Amos fica parcialmente soterrado, mas é resgatado mais tarde por Evangeline. Wren escala pelo mesmo caminho utilizado pelo Dragão, com dificuldades. Todos se encontram do lado de fora da fortaleza, suados e sangrando, mas vitoriosos finalmente.

Os encontros

  • Jogamos os encontros E3, E4, E5, E6 e E7 da aventura Revenge of the Giants (que estou sorteando aqui no Rolando 20!), mais dois encontros personalizados (por conta da fuga no encontro E7) que detalho abaixo:
  • Encontro contra os Fomorians (EL 17, 9.000 XP)
    • 1 Fomorian Totemist (Level 18 Elite Skirmisher)
    • 1 Fomorian Ghost Shaman (Level 16 Elite Controller)
    • 2 Boneshard Troll Skeleton (Level 11 Brutes)
    • 8 Zombies of Giants’ parts [Charnel Zombie] (Level 10 Minion)
  • Encontro contra o Dragão Vermelho  (EL 17, 7.600 XP)
    • 1 Adult Red Dragon (Level 15 Solo Soldier)
    • 2 Dragonborn Riders (Level 13 Skirmishers)

Minhas observações

  • O encontros E6 era para jogar os personagens buraco abaixo, e eles lutarem com os monstros do E7, e depois reencontrarem os monstros da E6. Mas Amos caiu lá e ninguém se preocupou: o anão é imortal, não dá nada. Pois é, foi ownado pela galera do fundão. Rolou até Coup de Grace.
  • Mas, depois disso, tive que improvisar tudo, afinal com TPK ninguém ganha. O encontro 5 foi uma fuga frenética e desesperada pelos corredores da fortaleza, que foi bem emocionante!
  • Também tive que improvisar o retorno do pessoal à fortaleza, e agora eles têm mais um mistério: quem são esses Fomorians, e o que eles tem a ver com Maran e seus seguidores gigantes? De qualquer forma, foi massa colocar um dragão vermelho, primeira vez na 4ª edição!

E nesse sábado tem mais! Ufa! E rolem 20!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Reporte de Sessão e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

6 respostas a Reporte de campanha: Escamas Negras sessões 24 e 25

  1. monipadial disse:

    Maldita dissertação da não desato-lo. Quero jogar!!!!!!!

  2. @Pedrestevo disse:

    Mesmo com o Amos morrendo, o TPK na verdade foi bem legal. Todo mundo se juntando pra fazer a coisa ficar divertida e não acoxambrar a história pra desviar do erro. No fim, o que seria um desastre, virou um mini-skill-challenge mó legal!

  3. DM Rafael disse:

    Só não entendi como foi a cena com o Amos no buraco e morrendo. Rolou tudo ao mesmo tempo, com divisão da cena ou você rolou com ele depois de terminar com os outros?

    Agora achei caido botar um dragão como mercenário. Sei lá, de repente é comum em Forgotten, realmente desconheço, mas dragão matador de aluguel é estranho pra mim. Mas tenho certeza que foi um encontro irado, de qualquer forma.

  4. Quer dizer que o povo sentiu pela primeira vez o bafo quente de um dragão na nuca, é? Nessa horas, relaxa e senta a porrada nele!

  5. Bruno Leão disse:

    Po, 5 encontros em uma madrugada, é meu sonho… no 3.x que mestro varando as noites se consigo dois bons combates + um roleplay legal eu me dou por feliz…

  6. Puppet disse:

    É isso aí, se o anão caiu é por que o negócio ta feio.

    Putz !! O Anand realmente está ficando sarcástico como o Tio Nitro melhor tomarem cuidado.
    My recent post Miniaturas – parte 2

Os comentários estão encerrados.