O Bom DM – Mantendo o jogo animado

Eu já comentei as características do Bom DM, e dei dicas de como deixar sua campanha mais cinematográfica. Hoje vou comentar a respeito de algo importante em qualquer mesa de RPG: a energia, a animação, o clima excitante de uma boa sessão.

Quem nunca participou daquela sessão que se arrastava, aquela campanha que já tinha perdido seu momento, ou olhou pra ficha pensando: “ah, de novo esse PC”? Para tentar evitar esses momentos, você precisa, é claro, estar de bem com a vida. Jogadores e DMs deprimidos dificilmente irão dar seu melhor jogo. Mas além disso, você pode usar as técnicas abaixo.

Foco

O jogo precisa estar focado no jogo. Se seus jogadores sentam à mesa com as fichas, dados, e um Nintendo DS, a coisa já começou errada. TV ligada, parentes jogando videogame, e outras distrações vão tirar o foco do jogo e atrapalhar você a manter o jogo para frente. Muita conversa paralela pode ser um problema, mas isso varia de mesa para mesa. Uma dica boa é sempre reservar um tempo no início da sessão para um bate-papo, e contar as novidades, afinal, um grupo de RPG é geralmente formado de amigos próximos.

Envolvimento

Como eu comentei nas características do Bom DM, se você não está a fim de mestrar, dificilmente o jogo vai ser o melhor possível. A mesa inteira tem que estar empolgada com o jogo, o plot, o cenário. Nem sempre dá pra agradar todo mundo, e se um dos jogadores não está afinado com o jogo, converse com ele e veja o que é possível fazer para que ele se envolva mais. Às vezes, adicionar ou remover um NPC resolve.

Além disso, crie antecipação, crie expectativa. Termine suas sessões em cliffhangers (um gancho de suspense), mande um e-mail ou MSN para seus jogadores entre jogos adicionando pistas ou dúvidas. A galera deve ficar animada a partir do momento que você põe seu escudo do mestre de pé.

E outro ponto: não tenha medo de cancelar uma sessão. Seja jogador ou DM, se você não está a fim de jogar, não jogue. Jogar obrigado mina a diversão de todo mundo. Se o RPG for só a desculpa para ver os amigos é fácil, é só trocar o programa: jogue videogame, vá ao boliche. Senão, peça desculpas e explique que não está no clima para jogar.

Clima

O momento de jogo deve ser especial. Uma trilha sonora, para quem gosta, um mapa gigante, dados sobre a mesa… Sempre tem alguma coisa que te lembre do mundo ficcional onde está inserido, isso sempre ajuda.

Outro ponto é comida e bebida: salgadinhos, refrigerantes e junk-food em geral faz parte da brincadeira. Mas parar para ir à padaria não ajuda em nada a sessão. Combine com o seu grupo esse tipo de logística, e isso deixará de ser um problema.

Se tudo mais falhar…

Aí você tem que mudar. Rotacionar o mestre é uma das coisas que funcionam, mas às vezes só colocar uma one-shot daquele sistema alternativo que todo mundo queria experimentar já resolve. Ou mesmo ficar algumas semanas sem jogar: a saudade bate rapidinho!

E vocês? Que dicas dariam para garantir que o ânimo de sua sessão não diminua?

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

7 respostas a O Bom DM – Mantendo o jogo animado

  1. Dani Toste disse:

    Concordo amplamente com todas as dicas.

    Alias, fiquei pensando agora nesse esquema que vc falou de mandar e-mail ou MSN. Acho que seria muito bacana ter um canal de interatividade (um twitter por exemplo) para manter a campanha na cabeça dos jogadores entre uma seção e outra. Acho que daria para desenvolver um esquema muito legal nesse sentido.

    Acho que essa idéia é especialmente válida para campanhas em que as seções tem intervalos longos de mais de uma semana.

  2. Anderson Soares - Niterói disse:

    Achei muito interessante as idéias apresentadas aqui e nos tópicos anteriores, a narrativa do monge foi fenomenal… rsrsrs
    Eu e meus amigos jogamos uma campanha ambientada em Dragonlance a mais de um ano, e a dois meses acabei entrando no teste da alta feitiçaria, minha narrativa de jogo sempre seguiu de uma maneira ou de outra esse estilo, mas o DM não entrava muito no clima e acabava sempre limitando minhas ações com regras e mais regras, o que tornou o teste um saco e pra mim um fracasso total… Mesmo eu tendo chegado ao final e me tornado um manto vermelho… rsrsrs.
    Fiquei meio sem animo para jogar e a umas 6 seções não apareci mais para jogar.
    Agora estou pensando em começar a mestrar e isso meio que cai como uma luva, tanto pra mim como pra todos os outros jogadores, eles gostaram da idéia e o DM também acabou entrando no clima.
    As idéias apresentadas aqui tem me ajudado muito espero ler mais sobre o assunto em breve.

  3. Shin disse:

    Bem, tenho que dizer (por experiencia própria), já encerrei um grupo, pois o horario de jogo era das 2 as 8 da manhã!

    Isso mesmo, jogar de madrugada… Era o unico horario que o pessoal conseguia jogar… O unico horario em que todos tinham livre…

    O jogo rendeu em um primeiro momento… mas por causa do sono, e a proprio animo do pessoal… ele foi se tornando fraco, o rendimento iria terminando e por final o jogo terminou.

    Último post de Shin: Conceito: Defesas

  4. Marcelo disse:

    uma boa dica q costuma funcionar é colocar um suspense no jogo, fazer uma sessao com um clima de medo! E para contrui-lo vale tudo uma musica mais pesada (e fica mais legal ainda quando se tem um daqueles aparelhos de som enormes e com controle remoto, se o DM for discreto, td mundo vai se assustar quando a musica comecar do nada), jogar no escuro ou a luz de velas…

    Vao te odiar pro resto da vida, mas voce pode fazer o seguinte tambem, coloque-os dentro de uma masmorra, enfie combates neles e faça-os ficar em frangalhos, sem curas, com poucos HP’s… ai eles decidiram sair de la… mas os perigos dessa masmorra nao acabaram, e como eles nao tem como lutar devem ir com o maior cuidado possivel… tente e vc vera como funciona bem!

  5. Phil Souza disse:

    Hummm, eu gosto de mandar emails pros meus jogadores com histórias paralelas ou anteriores ao que acontece com eles. Ajuda a entenderem mais da historia e entrarem no clima…

    A coisa da atenção, tv, livros e revistas é triste. Se o grupo é muito antigo ou a campanha é muito longa sempre rosta uma certa distração, triste isso…

    Último post de Phil Souza: Você compraria livros ou suplementos de RPG no formato PDF?

  6. Daniel R disse:

    É verdade, não tem como evitar essas distrações. Eu preciso mandar mais pequenos fragmentos das campanhas pro grupo, com certeza é uma boa dica. Aliás, as dicas são todas bacanas! =D

    <abbr>Último post de Daniel R: Morre Michael Crichton</abbr>

  7. Realmente boas as dicas e interessante como os problemas são comuns a vários grupos. Porem, mesmo com todos os problemas estamos na luta.

Os comentários estão encerrados.