Dungeon de casa às vezes faz milagre

A imagem do post de segunda me deixou pensando em Dungeons. E, fazendo a edição do próximo podcast (nessa sexta sai, se o panteão colaborar), também lembrei de algumas dungeons clássicas que divertiram bastante os meus grupos. O que me fez escrever sobre as “Dungeons de casa”. O que seria isso?

Seriam aquelas dungeons que estão à mão, logo ali, pertinho do nosso Ponto de Luz. Acho que Waterdeep, em Forgotten Realms, é o melhor exemplo disso. Para se aventurar na Undermountain, basta ir até a taverna Yawning Portal e descer pelo fosso e bam! você já está explorando e sobrepujando perigos.

No World of Warcraft temos exemplos de dungeons assim nas duas fações, na Aliança e na Horda. E acho que ambas seriam excelentes sementes de aventuras com “Dungeons de casa”. Não vou fazer uma adaptação mais completa como fiz em Shadowfang Keep, mas você pode expandir as idéias abaixo, com ceteza.

Se você tiver uma cidade de bárbaros, ou orcs, minotauros, gnolls, tieflings ou qualquer raça mais selvagem ou demoníaca, pode encaixar uma dungeon como Ragefire Chasm, tirada direto de Orgrimmar, cidade Orc do WoW. Até mesmo em uma cidade anã funciona, e foi o que eu escolhi:

Ragefire Chasm

Ragefire ChasmHá cinco anos atrás, um dos anões mineiradores de Hammerfast descobriu um rio de lava que passava sob a cidade, já perto do núcleo vulcânico das Dawnforge Mountains. Habitavam no lugar criaturas infusas com o caos elemental, os Ragefire Troggs. Além disso, algumas criaturas elementais andavam errantes pelas galerias de lava. A entrada do lugar foi preservada, mas não foi usada, pois os anões preferiram evitar o conflito com os Troggs.

No entanto, a Lâmina Flamejante, uma coalizão de seguidores de Bane, faz um pacto com Oggleflint, o líder dos Troggs, para usar seu território para suas reuniões demoníacas. Os anões do clã FireBeard são aliados do conselho das sombras, e os financiam, levando suprimentos periodicamente para Ragefire Chasm.

Dizem que Marsinda Goldspinner, líder da guilda mercante e líder de facto de Hammerfast, sabe dessa aliança entre os o clã FireBeard  e a Lâmina Flamejante, mas ainda não desbandou o clã com o objetivo de descobrir quem são os líderes da coalizão. Ela sabe que eles estão ligados à Bane, mas não os líderes.

Os líderes atuais da Espada Flamejante que estão em Ragefire Chasm são:

  • Bazzalan, um satyr;
  • Taragaman the Hungerer, um demônio;
  • Jergosh, the Invoker, líder desta célula da Espada Flamejante;
  • Oggleflint, o trogg, de maneira honorária.

Jergosh é originalmente, no World of Warcraft, um orc, mas nesse caso ele seria um dos anões do clã Firebeard. Taragaman poderia ser uma variação do Bearded Devil (Barbazu) (MM, pág. 60), e Bazzalan pode usar as estatísticas do Legion Devil Hellguard (MM pág. 64). Os troggs, assim como seu líder Oggleflint,  são uma variação dos Trolls e merecem um post a parte. Você pode conferir o mapa de Ragefire Chasm no Wowwiki, se quiser.

Coloque uns elementais de fogo, umas armadilhas de lava ou gases e pronto: você tem a sua própria Dungeon caseira, do lado do quartel general dos PJs, ou, pelo menos, pertinho da taverna! Lembrem-se de votar na gente para o Best Blogs Brazil 2008 e rolem 20!

Publicado em Post | Com a tag , , | 1 comentário

Skill Challenge #7 – Fuga da Prisão – Encarcerados

dungeonOlá Jogadores e DMs! Eu falhei num teste de Endurance (ou Tolerância) e fiquei uma semana de cama, daquelas duras de roer. Mas já estou em recuperação: volto com as power traduções dos Skill Challenges da página At-Will (original). Hoje a situação é conhecida de qualquer grupo que fugiu da Masmorra de Zanzer, na caixa preta da Grow. Esse desafio de perícia, fuga da prisão, virá em várias etapas.

Os personagens foram capturados por seus inimigos. Se eles não escaparem logo, eles não conseguirão [salvar a princesa/libertar a governadora/impedir o casamento da duquesa/impedir os sacrifícios à Orcus]!

Encarcerados

Toda fuga começa com algo simples: sair da cela.

Complexidade: 2 (6 sucessos antes de 3 falhas)

Nível do Encontro: Nível dos PJs – 1

Objetivo: Escapar de suas celas antes de três falhas.

Magia

Os personagens arcanos e divinos vão querer usar suas magias e encantamentos: sem problemas, mas só os deixe fazer isso depois de se livrarem das amarras. Magos não conseguem preparar suas magias diárias sem seus livros, mas todas as outras magias estão disponíveis. Qualquer outro caso fica a cargo do DM, mas lembre-se de recompensar um uso criativo de Prestidigitação.

Os guardas

Os PJs estão guardados por guardas 100% do tempo, então é crucial que eles façam sua tentativa de fuga sem chamar a atenção. Cada vez que um teste de perícia for feito, o jogador deve fazer, junto com a perícia em questão, um teste de Furtividade (CD fácil), ou aquele jogador irá receber uma falha no teste, independente do resultado positivo ou negativo do teste em questão. O teste de furtividade pode ser substituído por um teste de Blefar (CD moderado), que pode inclusive ser realizado por outro personagem jogador.

Perícias utilizadas:

  • Ladinagem (CD difícil+4, somente com as mãos livres): A maneira mais fácil de sair de uma cela é pela porta, então é só resolver o problema da fechadura. -4 nos testes de Furtividade.
  • Acrobacia (CD difícil, máximo de um sucesso por personagem): Você se contorce e se livra das amarras.
  • Diplomacia (CD moderado): Depois de alguma conversa mole, quem sabe o guarda não cai na sua lábia? Ganhe +2 em testes de Blefar.
  • Blefe (DC moderado): Você distrai o guarda, deixando-o vulnerável para outros truques. Se você for bem sucedido neste teste, passa a ter as seguintes opções:
    • Ladinagem (CD moderado): Você rouba as chaves da cela.
    • Nocaute (Ataque básico corpo-a-corpo vs. 14+Nível dos PJs): Você nocauteia o guarda. Conta como três sucessos. Se esse teste falhar, o desafio inteiro é considerado uma falha.
  • Atletismo (CD difícil): Deixe os magrelos se contorcerem. Você simplesmente quebra as algemas com sua força bruta. -4 nos testes de Furtividade.

Falha: Acumulando três falhas, os guardas do local descobrem que os personagens estão tentando fugir. Eles prendem novamente qualquer personagem que estiver solto, recuperam as chaves, e aumentam a segurança. Os personagens só podem tentar de novo em 1d6 dias.

Sucesso: Acumulando sucessos, os personagens estão livres da sua cela, e os guardas daqui são não serão mais problema, seja por estarem nocauteados ou por terem caído em algum truque.

Como usar esse Desafio de Perícias

Esse é um desafio rápido, não deixe que ele tome proporções maiores. Deixe especialmente claro o risco da opção de se atacar o guarda. Também pense bem em como penalizar os jogadores no caso de falha: se tempo for algo crítico, você pode substituir o tempo de uma nova tentativa para 1d6 horas, ou mesmo pular para uma eventual fuga dos PJs com uns pulsos de cura a menos. Aproveite para fazer uma cena mais engraçada, lembre-se dos prisioneiros de Piratas do Caribe.

Eu recomendo você explicar as regras gerais de como vai funcionar o desafio para seus jogadores, que dependendo da situação, as roladas e dificuldades podem variar. Os textos explicativos das perícias são só sugeridos, mude a seu bel prazer. Além disso, vale sempre a regra: uma descrição razoável do jogador de como o seu personagem irá usar as suas perícias permite uma rolada normal, mas penalize os jogadores com -2 (ou mais) na rolada se as descrições forem superficiais (”Ah, eu uso Atletismo.”, por exemplo). Você também pode dar um bônus de até +2 se a descrição for particularmente inspirada e animar a mesa.

Espero que vocês gostem desse encontro, é curto, mas é o que está dando pra fazer nas circunstâncias! Rolem 20!

Publicado em Skill Challenge | Com a tag , | 7 comentários

Iniciativa 4e: Onda do Caos

Iniciativa 4eE hoje estréia na blogosfera a Iniciativa 4e: um esforço conjunto de vários sites, blogs e parceiros na produção de conteúdo e material para a 4ª edição de Dungeon & Dragons em português. Com o lançamento eminente da mais nova edição do RPG mais tradicional e clássico na língua brasileira, os seguintes sites se juntaram nessa iniciativa:

  • Aldetoron
  • Rolando 20
  • RPGArautos
  • Tomo 4e

Onde você encontrar o selo da Iniciativa 4e, esteja certo que está encontrando material escrito e revisado para a 4ª edição do D&D. Nós queremos lançar posts conjuntos, temáticos, a cada quinzena. O tema dessa estréia é algo simples, mas oferece uma variedade inacreditável: Água. E para esse tema, nós do Rolando 20 criamos uma nova criatura.

Onda do Caos

Ondas do CaosUm dos soldados do Caos Elemental, as Ondas do Caos são utilizadas principalmente na defesa de locais submersos ou de grande importância para os elementais da água. Ao contrário dos elementais puros, elas são formados por um elemental primário, e uma mistura do próprio caos elemental, fornecendo a essas criaturas muita resistência e agressividade.

Seu tipo de terreno favorito abrange ambiente com poças, estanques ou piscinas de água, como cavernas próximas do mar. A água fornece uma quantidade limitada de regeneração a esses monstros. Elas costumam ser encontrados aos pares, e ocasionalmente agem em conjunto com outras criaturas do mesmo ambiente.

Em geral, sua motivação é a defesa de alguma localidade. Elas levam muito a sério sua missão, e tentarão cumpri-la a qualquer custo; as ondas do caos são inteligentes (mas não muito), e podem se poupar, não caindo em armadilhas simples. São imunes a medo, por isso não são impressionáveis ou intimidadas.

Sua maior fraqueza é justamente a fonte de sua força. Como elas são parcialmente compostas de gelo, se enrijecem com facilidade quando expostas ao frio, sendo vulneráveis ao gelo e ataques com esse descritor.

Onda do Caos Bruto de Elite de Nível 6
Besta Mágica Elemental (Grande – Gelo) XP 500
Iniciativa +9 Sentidos Percepção +3
PV 180; Sangrando 90
Regeneração 5 enquanto estiver na água
CA 18; Fortitude 20, Reflexo 21, Vontade 18
Imune Doença, Medo; Resistência Várias, veja poderes; Vulnerabilidade Congelante 5
Teste de Resistência +2
Deslocamento 7
Pontos de Ação 1
:M: Lança de Gelo (Padrão; sem limite) ♦ Congelante
+9 vs. CA; 1d10+4 de dano congelante.
:c: VaporCongelante, Flamejante
Se a Onda do Caos for atingida por um ataque com o descritor Flamejante, ela expele vapor em uma explosão de contato 3, criando um terreno com camuflagem superior.
:c: Pulso Fervente (Padrão; recarga :5: :6: ) ♦ Flamejante
Explosão de contato 1; +7 vs. Reflexos; 3d8+4 de dano flamejante e o alvo fica lento até o final do próximo turno da Onda do Caos.
Poço de Veneno Veneno
Se a Onda do Caos for atingida por um ataque do tipo Veneno, todos os ataques básicos da Onda do Caos também passam a causar 5 de dano contínuo de veneno (TR encerra) até o final do encontro.
CondutorElétrico
Se a Onda do Caos for atingida por algum ataque do tipo Elétrico, ela causará o mesmo dano sofrido a todas as criaturas adjacentes.
Forma Maleável
A Onda do Caos pode se espremer por espaços como uma criatura Média.
Tendência Imparcial Linguagens Primordial
For 16 (+6) Des 22 (+9) Sab 10 (+3)
Con 20 (+8) Int 10 (+3) Car 16 (+6)

Conhecimentos

Um personagem obtém as seguintes informações com um teste de Arcanismo.

CD 15: Alguns elementais da água possuem a força do Caos Elemental, e são chamados de Onda do Caos. Eles costumam defender localidades.

CD 20: As Ondas Elementais usam lanças de gelo e pulsos de água fervente para atacar, mas esses golpes não são muito efetivos à distância.

CD 25: As Ondas Elementais reagem a outros ataques elementais, deixando-as mais fortes.

CD 30: As Ondas Elementais são vulneráveis a ataques de Gelo.

Encontro Nível 7 (1.525XP)

O encontro sugerido é:

  • 2 Ondas do Caos (Bruto de Elite de Nível 6)
  • 3 Cavern Choker [Estrangulador das Cavernas] (Espreitador de Nível 4, MM pág. 42)

Caverna dos CogumelosTáticas

A tática dos elementais envolve se aproveitar das poças, atraindo os aventureiros para a margem d’água, permitindo que os Chokers ataquem. Use os cogumelos para adquirir cobertura, já que nenhum dos oponentes possui ataques de longa distância disponíveis. Você pode usar o mapa ao lado. Acrescente novas poças de água se for necessário, ou foque o encontro na parte superior esquerda do mapa.

Lembrem-se que as Ondas do Caos são rápidas. Usando um ponto de ação, elas conseguem andar 14 quadrados e ainda usar o Pulso Fervente.

Outros posts da Iniciativa 4e

Todos os posts da Iniciativa 4e são temáticos e relacionados. Para essa sexta, temos os seguintes posts parceiros:

Ah, e PS: devido a uns problemas de saúde da minha pessoa, o podcast vai atrasar. Estou fora de combate até segunda feira, então peço paciência aos ouvintes. E rolem 20!

Publicado em Post | Com a tag , , , | 15 comentários

Convite para testar as novas classes

Olá companheiros leitores do Rolando20!

Você está praparado para enfrentar os desafios?

Você está praparado para enfrentar os desafios?

Gostaria de convidar a comunidade de leitores do rolando20 para participar num mesa minha para testar as novas classes do PHB2. Quem quiser jogar precisa de tempo livre (umas 4 horas, ou podemos divir em duas sessões de duas), do programa Fantasy Grounds 2 com sua última atualização e montar um personagem de segundo nível.

A aventura chama-se Manace of the Ice Spire (dungeon #159), e originalmente se passa em forgotten realms, mas vou transportá-la para o cenário genérico do D&D.

Quem estiver interessado mande me um e-mail, davi@rolando20.com.br, assim vamos distribuindo os 5 personagens. o Druida, o Bardo, o Bárbaro, o Warden e o Invoker. No caso de existir mais de 5 interessados os primeiros levam preferência. Raças novas também pode ser escolhidas, como minotauros e gnolls, mas não são obrigatórias.

É isso ai pessoal, espero ver muitos 20 nessa mesa, especialmente do Bárbaro.

Rolem 20!

Publicado em Post | 14 comentários

RPGArautos na Ludus

logo_arautosPara quem estiver em Sampa, não deixem de participar:

Os RPGArautos convidam todos a participarem desse nosso evento no animado espaço da Ludus Luderia em São Paulo, a quem agradecemos imensamente pela amistosa recepção.

Domingo, 11 de janeiro de 2008 às 11h00
Ludus Luderia
Rua Treze de Maio, 972
São Paulo – SP

Apenas os jogadores pré-inscritos estarão dispensados do pagamento de couvert lúdico, que permite a utilização do espaço. Os demais deverão pagar um valor de normalmente R$ 15,00 para entrar na casa. Além disso, nossas vagas são limitadas. Por isso, faça sua pré-reserva pelo email inscricao@rpgarautos.com.br . A pré-reserva é garantida até as 12 horas. Após o alocamento nas mesas seguirá a ordem de chegada. Aceitaremos pré-reservas até sábado, dia 10 de janeiro, às 14 horas. Jogadores já inscritos na RPGA deverão estar munidos de seu número, sem o qual não poderão jogar. Jogadores ainda não inscritos poderão fazer suas carteirinhas no local.

Vão ter várias aventuras de Living Forgotten e também uma mesa da Pathfinder Society. Eu gravei o Episódio 10 do podcast na Ludus, e recomendo fortemente o lugar. A comida é uma delícia também. Se você estiver em Sampa ou por perto, aproveite a oportunidade.

PS: Os próximos dias vão ser meio lentos aqui no site: estou de cama, dei um mega mal jeito nas costas.

Publicado em Post | Com a tag , | 3 comentários

Ícones #4 – O Controlador

E deixamos o melhor para o final. Depois de falarmos dos líderes, dos defensores e dos agressores icônicos, chegamos agora os manipuladores, os planejadores, as mentes por trás de tudo: os controladores. E quais são as fontes de inspiração para quem quer jogar com esse papel? Na minha opinião, os caras abaixo:

batmanBatman

É isso mesmo, o morcegão. O objetivo dele ali no grupo é claro: usar suas técnicas para minar, atrapalhar, assustar e causar o inferno aos oponentes. O Batman sempre teve como imobilizar, desacordar, ferir, derrubar e outras técnicas, além de ser o maior detetive do mundo. Ou seja, uma mente brilhante, cheio de perícias, e dando condições negativas para todo mundo: um controlador.

E, apesar de cliché total, seu background e motivações funcionam perfeitamente numa mesa de RPG: o trauma e a vingança. Quantos aqui já não fizerem um personagem que queria vingar sua família? Além disso, ele toma o manto do anti-heroi algumas vezes, principalmente quando está do lado dos mega bonzinhos como o Super-homem: faz o que é preciso, desde que não viole o seu próprio código de honra.

Se você quer jogar com um personagem meio sombrio, que tem uma visão tática e deixa os oponentes sofrendo com suas habilidades rodada a rodada, pense no Batman como sua inspiração.

Professor Xavier

professorxNo outro universo de quadrinhos, outro controlador. O líder dos X-Men, o Professor X. Se o mago é o controlador do Player’s Handbook, quem não vê o Xavier e não pensa nele como uma espécie de mago? Capaz de usar seus poderes psíquicos para imobilizar, reter, desacordar, botar pra dormir ou mesmo causar danos psíquicos, além de ser a grande mente pensante por trás dos filhos do átomo, o professor é uma excelente escolha para se inspirar num controlador.

Bem diferente do Batman, suas motivações são de fé e esperança. Ele acredita que pode mudar as pessoas através do exemplo e de uma postura adequada. Ele aconselha e acompanha seus alunos, sendo um guia, amigo e, muitas vezes, até um terapeuta. Apesar das coisas ruins do mundo, ele continua firme. E tem, claro, um nêmesis, Magneto.

Se você prefere jogar com alguém mais esperançoso, que supera suas dificuldades diariamente, que parece guardar grande parte de seu poder, e que usa sua habilidade mental de maneira tática, pense no Professor Xavier como inspiração.

Space Ghost

Space Ghost

Sim, você leu direito. Para terminar essa série em grande estilo e no maior revival dos anos 80, nada menos que o mascarado espacial Space Ghost. Ele faz mais a linha dos controladores focados em dano, usando suas rajadas de força, seus escudos e campos de força de proteção, ficando invisível e usando seus inúmeros raios de poder. Tem uma lista dos poderes dele nesse FAQ. Ele é um um pouco líder e um pouco defender também, assim como vários outros controladores super-heróis, mas ele pode ser uma excelente fonte de inspiração menos tradicional para seu mago, druida ou invoker.

Space Ghost é paternal, preocupado, e meio despreocupado. Ele se arrisca, sendo bem diferente do Professor X e do Batman nesse aspecto. Seus planos são ousados, mas seu código de justiça é de deixar escoteiros sem graça. Além disso, seus inimigos são memoráveis, ridículos, e inspiradores: Zorak, Brak, Mettalus, a Viúva Negra, Moltar…

Se você quer jogar com um controlador que é corajoso, que se arrisca, que tem bordões cliché e vários tipos de raios para controlar seus inimigos, pense no Fantasma Mascarado como fonte de inspiração.

Outros

São inúmeros! Nos mocinhos, penso no J’onn J’onzz (ou Ajax, como era chamado no meu tempo o Caçador de Marte), no Homem Borracha, Senhor Destino e Doutor Estranho, Reed Richards, Raistlin, Presto, Soundwave e outros. Nos vilões, penso no Magneto, Saruman, Mum-Rá, e qualquer outro master-minder.

E vocês? Em quem vocês se inspiram para viver os controladores?

Publicado em Post | Com a tag , , , | 7 comentários

Links do começo do ano

Keith ParkinsonE lá vamos nós para mais um Domingão de links.

E, por aqui, tivemos os seguintes posts fantásticos de meus colegas blogueiros:

O ilustrador de hoje é o maioral Keith Parkinson, velho conhecidos dos RPGistas e de jogadores de Magic, confiram a sua galeria! E que venha 2009! Rolem 20!

Publicado em Links | Com a tag , , | 8 comentários

Qual seu artefato preferido?

ExcaliburE na primeira enquete de 2009, perguntamos para nossos leitores qual seu artefato ou item mágico de grande poder favorito. Qual deles que seus personagens sonharam em possuir, e quais deles já foram lendas em suas campanhas e / ou histórias? Eu listei o mais clássicos que lembrei, então fiquem à vontade de clicar em outro e comentar abaixo!

[poll id=’11’]

Você pode ver uma lista de artefatos conhecidos do D&D na Wikipédia. Só dando algumas explicações aqui: a mão e olho de Vecna são artefatos que, para funcionar, precisam ser colocados no lugar da mão e olho da pessoa. Isso por si só já faz os artefatos interessantes, além de criar a famosa lenda do artefato “A Cabeça de Vecna”.

O bastão de sete partes é um artefato clássico, vindo de Greyhawk mas espalhando-se por todos os mundos de campanha do D&D. Juntar partes de artefatos é um plot mais antigo que o D&D, não é à-toa que tem tanto videogame de RPG que usa esse plot.

As Orbes of Dragonkind, assim como as Dragonlance, apareceram originalmente em Krynn, mundo do cenário de Dragonlance. As primeiras controlavam os dragões, e as segundas os matavam e dava bônus para montar dragões.

As espadas também são clássicas, como Excalibur, a espada do Rei Arthur. Espadas Vorpais e as Vingadoras Sagradas, ainda que mais “genéricas”, são poderosas o suficiente para estar na lista. Qual é o seu favorito?

Publicado em Enquete | Com a tag | 13 comentários

Feito de Fogo e Sombra

Eu combinei com meu irmão Anand que escreveria um post para hoje, no entanto estava sem nenhuma idéia do que iria criar para vocês, até que depois de muito pensar acabei decidindo criar um novo monstro, mas não só um novo monstro, mas uma nova espécie de criatura.

Balrog“Mas que tipo de monstro?” logo comecei a me perguntar, pensei em monstros meio plantas, até que o Balrog de o Senhor dos Anéis veio em minha mente, decidi então criar uma espécie de criatura inspirada nesse ser aterrorizante de o Senhor dos Anéis.

No plano do Caos Elemental, no Abismo, vive um poderoso demônio, Balthuzar, um criatura feita de fogo e sombra, feita de ódio e caos, feita dos elementos mais impossíveis de se manipular. Balthuzar possue muitas crias, a maioria deles criaturas inteligentes que preferiram entregar suas almas para o demônio para não ter que sofrer tanto no Abismo.

Entre essas várias criaturas as mais numerosas são pequenos demônios que mais parecem imps feitos de fogo e sombra. Essas criaturas, apesar de possuirem asas, não as utilizam para voar, apesar de conseguirem planar. Para atacar usam suas garras e mordidas, mas podem em alguns momentos soltar raios de sombra e fogo.

Conhecimento

Arcana DC 15: Você consegue identificar a criatura como nativa do plano do caos elemental, elas tendem a ser extremamente violentas e impiedosas, na maior parte das vezes lutam até a morte.

Arcana DC 20: Você reconhece a semelhança desses imps com Balthuzar, o demônio muito poderoso do caos elemental, é bem provavel que essas criaturas estejam fazendo algum serviço sujo para o demônio, como conseguir mais destruidores para sua causa.

Criaturas de Balthuzar Level 4 Skirmisher
Small Elemental Humanoid (Demon) XP 175
Initiative +8 Senses Perception +9
HP 52; Bloodied 26
AC 18; Fortitude 18, Reflex 20, Will 18
Speed 6
:M: Garras (Standard; at-will)
Dois Ataques contra o mesmo oponente, +9 vs AC 2d6+5 de Dano.
:m: Mordida (Free; at-will)
Caso a Criatura de Balthuzar acerte com suas duas garras, ele pode tentar morder o mesmo oponente. +7 vs AC 3d8+4 de Dano
:c: Copias de Sombras (Minor; recharge :5: :6:) ♦ Shadow
Muro 5 Próximo, a magia só pode ocupar quadrados que possam ser ocupados legalmente pela Criatura de Balthuzar. Os quadrados passam a ser ocupados por criaturas idênticas à Criatura de Balthuzar, As sombras não atacam nem se movem e duram até o final do próximo turno, apesar de poderem flanquear. Caso sejam atacadas possuem -5 em todas as defesas e 1 HP. A Criatura de Balthuzar pode trocar de lugar com uma de suas sombras quando usa essa magia.
Caminhar das SombrasShadow
Caso a Criatura de Balthuzar caminhe 3 ou mais quadrados ela é considerada como tendo concealmente até o final de seu próximo turno.
Alignment Evil Languages Abyssal
Str 15 (+4) Dex 18 (+6) Wis 14 (+4)
Con 12 (+3) Int 11 (+2) Cha 8 (+1)

Rolem 20!

Publicado em Oponente | Com a tag , | Deixar um comentário

Restrospectiva 2008

d20Ano Novo, vida nova, uhu 2009 e tudo mais. Prometo que nunca mais vou beber. 🙂 Aproveitando o ressacão do 1º de Janeiro, dia Internacional da Paz e das retrospectivas do ano passado, listo aqui os melhores posts de 2008, na minha opinião. Fiquem à vontade para discordar nos comentários aí embaixo. Como o Rolando 20 estreou no dia 8 de Setembro, irei citar somente quatro posts, um por mês. Antes disso, algumas estatísticas sobre o site:

  • Temos já registrados cerca de mil comentários, mas 150 foram spam!
  • Um total de 118 posts, praticamente um por dia desde de nossa estréia.
  • Dez podcasts gravados e publicados, com mais de 3.500 downloads totais.
  • Um total de 15mil visitas, feitas por 5.300 visitantes, que ficam uma média de 4 minutos no site.
  • 13º site de RPG mais acessado no Brasil pelo Ranking Cinza em Dezembro;

Nesse período todo, eu gostei particularmente dos posts:

  • Setembro: Capitão Joe “Dentes-Negros”. Me diverti fazendo esse NPC para o dia de falar como pirata.
  • Outubro: O Cavaleiro sem Cabeça. Talvez meu negócio seja posts de comemoração. Esse oponente para o Halloween ficou muito bacana. Também curti o post Abandonadas pelo RPG?, até minha namorada comentou!
  • Novembro: Fantasy Grounds. Uma mão na roda para eu manter o RPG com amigos distantes, o Davi mandou bem nessa resenha.
  • Dezembro: Pra mim, o encontro final com o chefe de Shadowfang Keep, Arugal. Mas as charadas do Davi também ficaram muito boas.

Para 2009, continuaremos as séries de posts iniciadas em 2008, continuaremos com o Podcast Rolando 20, e com certeza teremos uma responsabilidade ainda maior com o lançamento do D&D 4ª edição em português. Agradeço mais um vez à todos nossos visitantes e ouvintes: esse site é feito pra vocês. Colaborem com comentários, sugestões e, mais importante de tudo, críticas, para que possamos melhorar e trazer o melhor site de D&D que é crítico, e continuar rolando muitos 20.

Publicado em Links, Post | Com a tag , | 3 comentários