Podcast Rolando 20 – Episódio 18 – RPG via Internet

Episódio 18 - RPG via InternetOlá Jogadores e DMs!

EVRPGAproveitando o 1º Encontro Virtual de RPG, essa semana nós, Daniel Anand & Davi Salles, nos reunimos novamente para explicar para os nossos ouvintes e leitores o RPG via Internet. Comentando as diversas ferramentas e maneiras de levar nosso hobby para a grande rede, e dando nossos tradicionais pitacos, deixaremos vocês preparados para o RPG 2.0.

Links Comentados

Se vocês quiserem (e puderem) ajudar a manter o site e podcast, ajude na divulgação, ou faça sua próxima compra de Dungeons & Dragons na Amazon, é só clicar antes aqui!

E rolem 20 virtuais!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Podcast e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

49 respostas a Podcast Rolando 20 – Episódio 18 – RPG via Internet

  1. Marcelo Dior disse:

    Que surpresa o podcast desta quinzena! Perdi uma aposta…

    O desespero e a falta de jogadores me forçou a jogar Play-by-MSN, Play-by-Fórum e até play-by-mail, e a última experiência que tive com RPG on-line foi uma mesa de D&D 3a. edição ano passado, comigo e mais quatro jogadores, via Skype, usando o CorelPhoto-Paint para produzir o mapa e compartilhar com os jogadores o progresso a cada round (movendo as "pecinhas" no arquivo .cpt e exportando em .jpg para os jogadores). Jogávamos duas vezes por semana, cerca de 90 minutos por noite, mas era tão cansativo quanto um jogo de seis horas. Desisti da idéia e hoje fujo de jogos virtuais como o diabo foge da cruz.

    No entanto, pretendia tentar novamente, desta vez com ferramentas próprias para esse intento, no Encontro Virtual de RPG — mas esta semana descobri que não poderei participar por causa do meu jogo usual de sábado e do Encontro de RPG de Ribeirão Preto, domingo. Vou ficar para o Encontro Virtual 2.0.

    • Daniel Anand disse:

      O que achou que ia ser? Pode ser uma excelente sugestão para o próximo! 😀

      • Marcelo Dior disse:

        Tirando o ep. 11 (cenário), e a seqüência 13-15 (só classe), vocês alternam episódios sobre classe (eps. ímpares) com episódios (pares) sobre mecânica (eps. 2, 4 e 6), cenário (10) ou monstro (8, 12 e 16). Assim sendo, eu apostei uma miniatura de kobold monk em rituais (mecânica) para o ep. 18.

        Teria apostado em monstro, mas ainda não saiu nenhum livro sobre o assunto. De qualquer modo, perdi uma miniatura xD

        • Daniel Anand disse:

          A verdade é que não temos nada gravado em avançado e está sempre uma correria, com edições desesperadas na quinta feira… 😀

          Estava pensando em fazer o próximo sobre Warden e Shaman, e ser mais sucinto na descrição das classes. Ou, se der tempo da gente se preparar direito, fazer sobre uma das raças.

  2. Maíra disse:

    Parabéns pelo pod!! E muito obrigada pela força!

    Sobre a ferramenta de mapas.. uma hora ela chega rs. Também sentimos falta disso, já que jogamos D&D no Taulukko aos domingos. Por enquanto, improvisamos com as planilhas do google.

    Outra coisinha é que nem precisa estar todo mundo online ao mesmo tempo. O Taulukko mantém o registro do que aconteceu no chat, então dá até para fazer um "pbm" por ele ^^

    Sobre falar como outra pessoa, é com o comando /nick mesmo.

    O Edson também fez um programinha bem útil, que ajuda na organização de iniciativa, distribuição de xp.. para D&D3.5: http://www.taulukko.com.br/blog/?p=206

    E, por fim, Fantasy Grounds é tudo de bom! 🙂 A outra desvantagem dele é ser um programa mesmo. Se o cara tá viajando, tá em lan, complica para instalar e jogar. Mas ele é sensacional, sem dúvida ^^

  3. Pingback: Ooze » Blog Archive » EVRPG: Começa amanhã 25/04 !

  4. Rom_Machado disse:

    Meu grupo online está se formando.
    Minha primeira experiencia com o MapTools não foi muito amigavel. Por enquanto usarei o Google Docs em conjunto com o iRPG mesmo.
    Esse podcast ficou muito bom…só faltou falar do maior dos problemas do iRPG, o lag. Volta e meia o programa trava todo quando a galera tá jogando.

  5. Tsu disse:

    legal este tema, eu estava mesmo procurando formas de jogar pela web, principalmente pra fazer lutinhas entre personagens. PVP total

  6. Shin disse:

    Achei o PodCast curtinhu (não sei se foi impressão minha), mas falou tudo certinho sobre tudo.
    Uma coisa que tinha a muito tempo atras era para o já (quase) falecido mIRC umas mecanicas legais para jogar RPG.

    Também existia para o MSN (7.5) um plug-in que permitia rolar dados, inclusive com "animação" feita em ASCII (totalmente tosco) mas funcionava legal num geral.

    Quero ver como fica o Fantasy Grounds e o D&Di.
    Uma jogada interessante para a Wizards poderia ser liberar suas "mecanicas" de jogo para o FG e então deixar que eles façam o trabalho, e permitir aos Insiders ter acesso (restrito ou não) as funções…

    Quem sabe…

    Abraços!

    • Marcelo Dior disse:

      É que a WotC está produzindo uma ferramenta para isso, que já foi mostrada na GenCon ano passado. Eles meio que sumiram com a promoção da idéia, provavelmente por terem encontrado algum revés, mas definitivamente irão lançar algum dia.

  7. Darin disse:

    FG é quase perfeito… não tem muito o que melhorar para um jogo on-line ficar melhor…

    Só falta mesmo jogos, hehehe…

    Povo tudo tem pena de gastar dinheiro com isso, mas num dia no shopping gastam mais…

    Realmente, achei um pouquinho curto também…

    Mas pareceu mesmo culpa do pouco tempo…

    A 4E tem muita coisa interessante para serem exploradas, principalmente se vocês entrarem agora mais numa parte de ambientação…

  8. Franciolli disse:

    Estou esperando a versão do Character Builder, embora não pretenda jogar online.

  9. Brenno disse:

    Desde que tinha escutado esse tema no extinto Spellcast me perguntava quando vocês iam tratar de jogos virtuais (Por sinal ja pretendia discutir sobre isso num futuro podcast e ao ver que vocês não trataram das demais modalidades fora os em tempo real vou poder manter a ideia, rsrsrsrsrs). Sou tambem dos que ha muito estão afastados de jogos de mesa e que não ficou do rpg por conta de poder jogar/mestrar pela net.

    Como sugestão para futuros episodios do podcast, recomendo:
    – Impressões / analises das aventuras/campanhas de livros e modulos oficiais da 4E X jogos caseiros
    – Analise das ambientações oficiais para 4E
    – Pathfinder
    – Os d&d game day

  10. Leandro disse:

    Eu tenho uma pequena preocupação com jogos on-line, a restrição da improvisação do mestre, não sei porque, mas, na vez que eu joguei on-line parece que o mestre tinha que ter tudo preparadinho, pois se tivesse que improvisar talvez demorasse de mais.

    Eu joguei pelo FG e realmente aquele programa é tudo de bom!
    B)

  11. Darin disse:

    É,.. meio que tudo tem q ser bem preparado antes…

    Se o pessoal tiver paciência do mestre escrever, nem tanto…

    Se o mestre narrar pelo ts, também dá mais ou menos…

  12. Pingback: Suas experiências em Convenções e Encontros | Rolando 20 - D&D 4ª edição

  13. Shin disse:

    Eu fico naquela: "Uq será que vai acontecer"…

    O pessoal que cuida do D&Di tem feito um trabalho interessante,
    O Chargen (Character Builder) ficou acima do que esperava, ficou intuitivo, claro, e de certa forma, fez o trabalho de fazer uma ficha tão rapido que não tenho nem dúvidas que isso é uma coisa boa.

    Afinal, "Less prep, More Play" (Menor Preparação, Mais Jogo), e isso chegou a fazer mais para os jogadores terem mais tempo para pensar em histórias interessantes para seus personagens.

    Gostaria de saber como vai ficar a coisa com o Tabletop.
    Uma coisa que eu ví sendo feita e que achei SUPER interessante e não foi para frente, foi um programa que faz a coisa simples de usar uma webcam, identificar pontos no rosto de uma pessoa (local dos labios, olhos, sombrancelhas, nariz e boca) e então jogar um esquema 3D na frente, assim cada pessoa pode simular outras por meio de WebCam.

    O programa muito interessante foi feito por alunos de uma escola Inglesa de computação, e ficou engavetado, mas achei muito interessante a brincadeira.

    O Nintendo DSi tem um sistema interessante para jogos, e trabalha usando uma camera de baixa resolução (VGA) e tem mecanicas e sistemas interessnates.

    Isso quer dizer que futuro se tem, e funções PODEM ser adicionadas, mas até o momento todo mundo pensa no "mais do mesmo".

    Gostaria de ver a coisa indo para frente e fazendo a coisa se tornando mais realidade e saindo dos "projetos arquivados".

    Abraços e desculpem o comentário longo.

  14. Alysson disse:

    Faltou falar do Battlegrounds, o rival pago do FG… Eu queria saber mais sobre o Battlegrounds, pois é a alternativa dos pagos que dá pra usar num Mac.

  15. AlyssonRPG disse:

    Hm… Baixei o podcast, achei interessante. Achei interessante também postar 1 notícia aqui que está sendo desenvolvido por mim, uma outra ferramenta para jogar RPG pela internet.

    Se chama RRPG FireCast.
    quem ja jogou o antigoooo RRPG 1.28, eu sou o programador dele, mas hoje em dia tenho muito mais experiência.

    http://www.rrpg.com.br

    Vou ver se libero 1 versão beta, para quem quiser dar sugestões. Cada vez que encontro uma pessoa, ela dá variaaaaaaaaaaaaaas sugestoes, ta sendo bem bom isso.

    A ferramenta irá ser FREE, agora se alguem quiser fizer doaçoes, fique a vontade, soh mesmo por causa do servidor dedicado que estou pagando. Mas nao eh obrigatório, quero fazer 100% free

  16. Marcelo Dior disse:

    Esqueci de comentar uma coisa, que lembrei agora que ouvi novamente: nos tempos pós-desenho original do He-Man, e eras antes do novo desenho do Cartoon Network (i.e. anos noventa), havia uma enorme quantidade de fanfics na internet baseados nos Mestres do Universo. Num deles, que contava a história dos planetas gêmeos, dava uma quantidade de material de background muito boa, uma delas contando porque o Esqueleto era como era: ele era um bruxo que, da primeira vez que tentou invadir o Castelo de Grayskull teve a cara arrancada por uma das muitas armadilhas do lugar. Sim, literalmente a cara arrancada. Mas, como o cara era um feiticeiro maligno muito competente (apesar de não vermos isso nos desenhos, hehehe), ele conseguiu sobreviver.

    Claro que isso é fanfic, não tendo nenhuma base nas três continuidades (ou versões) da história do personagem nos gibis ou desenhos animados. Por exemplo, na nova versão de 2002, o Esqueleto é um senhor da guerra que teve o rosto banhado por ácido de um frasco que ele jogou contra o Rei Randor e foi desviado de volta pelo escudo do rei, e não morreu graças à tecnologia de Hordak, que extirpou todo o tecido mole de seu rosto.

    Em todo caso, nas três versões da origem do Esqueleto, ele não é um morto-vivo.

  17. DM_Rafael disse:

    Gostei muito do tema e do episódio, Já tem um tempo que venho pensando em arriscar nas mesas virtuais mas nunca tomava o tempo necessário para procurar e me informar. Felizmente o Rolando 20 está ai pra isso! 😀

    Eu cheguei a pegar o demo do Fantasy Grounds (FG), e ele é realmente lindo. No domingo, um amigo e eu resolver testar na cara e na coragem, sem ler nenhum tutorial e vimos isso não foi um boa idéia. Comecei a ver um tutorial em vídeo que o pessoal do FG aqui no trabalho, e ele ajuda muito (segue o link: http://www.fantasygrounds.com/filelibrary/tutoria

    Mas a idéia da mesa virtual é muito interessante para testar com meu grupo. Hoje em dia temos problemas sérios para marcar jogos porque temos amigos morando no exterior, outros casados, ou casados e com filhos e tudo isso dificulta na hora de escolher um horário ou local de jogo.

    Eu realmente fico com água na boca com os relatos dos jogos do David e do Daniel, mas acho que vou começar por baixo, usando o FG como rolador de dados e mesa para imagens. Espero que com esses testes o pessoal se anime para comprar. Não acho que uma mesa virtual substitue o jogo presencial, mas certamente será uma adição muito bem vinda.

  18. DM_Rafael disse:

    Gostei muito do tema e do episódio, Já tem um tempo que venho pensando em arriscar nas mesas virtuais mas nunca tomava o tempo necessário para procurar e me informar. Felizmente o Rolando 20 está ai pra isso! 😀

    Eu cheguei a pegar o demo do Fantasy Grounds (FG), e ele é realmente lindo. No domingo, um amigo e eu resolver testar na cara e na coragem, sem ler nenhum tutorial e vimos isso não foi um boa idéia. Comecei a ver um tutorial em vídeo que o pessoal do FG aqui no trabalho, e ele ajuda muito (segue o link: ” target=”_blank”>http://www.fantasygrounds.com/filelibrary/tutoria…

    Mas a idéia da mesa virtual é muito interessante para testar com meu grupo. Hoje em dia temos problemas sérios para marcar jogos porque temos amigos morando no exterior, outros casados, ou casados e com filhos e tudo isso dificulta na hora de escolher um horário ou local de jogo.

    Eu realmente fico com água na boca com os relatos dos jogos do Davi e do Daniel, mas acho que vou começar por baixo, usando o FG como rolador de dados e mesa para imagens. Espero que com esses testes o pessoal se anime para comprar. Não acho que uma mesa virtual substitue o jogo presencial, mas certamente será uma adição muito bem vinda.

  19. Pingback: Ooze » Blog Archive » EVRPG e D&D 4E Virtual

  20. DM_Rafael disse:

    Estranho, acabou comento o resto. Mas segue abaixo:

    http://www.fantasygrounds.com/filelibrary/tutoria

  21. Particularmente não me vejo usando programas de RPG online tão cedo. Não estou dizendo que jamais farei uso deles, mas que no momento eles me são inúteis, visto que tenho facilidade para encontrar jogadores para mesas de D&D 4E! Jogando em média umas 2 a 3 vezes por mês, acho que todos estão satisfeitos com o andar da campanha. Mas que essa parece ser uma tendência para o futuro, isso não dá para se negar!

  22. AlyssonRPG disse:

    Hm… Baixei o podcast, achei interessante. Achei interessante também postar 1 noticia aqui que está sendo desenvolvido por mim, uma outra ferramenta para jogar RPG pela internet.

    chama-se RRPG FireCast

    http://www.rrpg.com.br (site oficial)
    http://www.meintec.com.br/rrpg (blog com informacoes do desenvolvimento)

    Apesar de em desenvolvimento (deve ter 1 mes e pouco que comecei a desenvolver), já existe uma versão beta-jogável. Talvezo pessoal queira dar uma olhada e dicas. Este software será gratuito

  23. Luke_SK disse:

    Eu achei o Fantasy Grounds sensacional, a cada dia eu descubro uma função nova desse programa, muito graças ao podcast que vocês mencionaram algumas funções que eu não fazia idéia que ele tinha, como calculo automatico dos danos, rolagem direta contra os inimigos… Do jeito que a coisa anda, a Wizard pode demorar mais uns 3 anos com o D&Di que não vai fazer falta mesmo.

    Só o que ainda tá faltando é um programa pra colocar músicas de fundo durante os jogos, como botar pra rolar aquela trilha sonora de Final Fantasy Tatics, por exemplo, rolando no fundo do combate. Isso sem pensar naqueles mids, e sim nos formatos MP3 e sem ter a necessidade de criar algo como uma rádio pela net.

    • Davi Salles disse:

      Seri legal, e seria bacana se essa música tivesse um efeito de fade quando alguém começasse a a falar usando o microfone. Já tentei ouvir música enquanto jogo, atrapalha muito via internet porque você não está vendo a boca de quem fala, é necessário ouvir com muito cuidado.

  24. Bento disse:

    Po, tem que ter um tutorial ensinando usar as ferramentas (RPTools e Fantasy Grounds).

  25. Fernando Fagundes disse:

    Muito bom o podcast. Ele foi bem fora do rigidez dos episodios de regras, sendo descontraído e mais leve. A mistura de um episodio voltado para mestres e outro para DM funciona bem, e desta vez tivemos um híbrido bem tranquilo, parabéns.

    Acredito que um bom complemento do episódio são as ferramentas para suportas os jogos online, como programas de voz já apresentados, e os programas de mapas que acredito serem um bom complemento. Podem sitar alguns exemplos deste tipo de ferramenta? Para tirar 200% do FG, um mapa bem detalhada conta muito.

    Parabéns pelo trabalho.

  26. Kendji disse:

    Ola! Primeiramente Parabéns pelo pod!
    Descobri o blog e o podcast de vcs faz pouco tempo, procurando aleatoriamente coisas sobre a 4a edição de D&D no google!
    Já baixei todos os pod e estou recomendando para o meu grupo de jogo!

    Gostei bastante deste sobre rpg pela internet, isso talvez resolva o problema do meu grupo (que só consegue tempo para jogar de 2 em 2 meses! E isso quando damos sorte!)
    Agora vou la ver as ferramentas comentadas e fazer a minha avaliação delas!
    Continuem assim! Vlw

  27. Hanariel disse:

    rpg online….
    nunca joguei rpg usando a net, mas nao nego a vontade…
    o problema é a falta de mesa ^^

  28. Derfell disse:

    Estou procurando um grupo para jogar D&D 4º edição com o Fantasy Grounds.
    Algum interessado?
    Somos 2 jogadores até o momento. 26 anos
    Um DM seria bom também.

  29. Leo Xorao disse:

    Eu me interesso Derfell, pois a campanha que participo deve entrar pro Limbo. Ja tenho o programa, mas apenas para jogador. Qualquer coisa me mande um e-mail: xorando@ig.com.br

    • Derfell disse:

      Ok. Anotado seu email.
      O ideal seria achar um DM também, pelo menos para recomeçar, pois ainda não mestrei 4º edição e já faz um bom tempo que não jogo RPG.

  30. Poxa, caras, excelente o programa de vcs! Sou mestre há 16 anos e tava sentindo falta de um podcast de qualidade sobre RPG stuff ^^. Ahh caras, meu grupo é mais ou menos o mesmo há 10 anos e somos tão viciados que antigamente (há uns 8 anos) jogávamos por telefone (2 amigos em Belém do Pará e 2 em Sampa)… Hoje, eu e 3 jogadores moramos em Sampa, 1 mora no Rio e outro em Belém. jogamos quase religiosamente aos domingos 6h00 da matina usando msn (com a Webcam para visibilizar melhor o tabuleiro) e o skype (pela conferência). Acabei de baixar o Maptools e achei ótimo! Espero q vcs durem mais do que o culto a Orcus no meu mundo ^^ Um gde abraço do novo fã.

  31. Maxdahaka disse:

    Estou procurando grupo de D&D 4th ediçao pra jogar no maptolls ( de graça ), quero principalmente ser player por que estou cansado de narrar e um pouco sem tempo para criar as aventuras no maptools o que demora um pouco, porem tenho algumas aventuras prontas que posso narrar quando o mestre nao tiver inspirado. ( obs: sou quase profissional com o map tools ja )
    Entre em contato: maxdahaka@hotmail.com

  32. Marcelo Dior disse:

    Galega que está procurando jogadores e DMs aqui nestes comentários, criei um tópico lá no TPK Brasil para colocarmos esses anúncios e organizarmos a bagaça. Bora lá pro fórum! O endereço direto para o tópico está neste link

    Dependendo da ferramenta, e se alguém estiver paciência de me ensinar, eu mestro à distância. Mas vamos discutir isso em lugar apropriado.

  33. Gandhi disse:

    Se alguém tiver interesse em jogar RPG via Fantasy Grounds, favor entrar no meu grupo do facebook: http://www.facebook.com/groups/113743918751650/

Os comentários estão encerrados.