Podcast Rolando 20 – Episódio 25 – Turbinando Encontros

Episodio-25

Olá Jogadores e DMs!

Eu estou de férias, mas o Podcast Rolando 20 não está. E para essa semana, batemos um super papo com o o Tio Nitro, do Nitro Dungeon, sobre como deixar seus encontros turbinados e muito mais divertidos.

Com dicas para jogadores e mestres, espero que vocês aproveitem e deem algumas risadas com as nossas idéias.

E não deixem de visitar os links comentados nos recados da semana:

Lembro também que faremos um podcast com as dúvidas sobre o D&D 4a edição, se você tem alguma, mande por e-mail para o Anand ou para o Davi.

Se vocês quiserem (e puderem) ajudar a manter o podcast, faça sua próxima compra de Dungeons & Dragons na Amazon, é só clicar antes aqui!

Rolem 20 não esqueçam de turbinar seus encontros!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro 13th Age. @dsaraujo no twitter
Esta entrada foi publicada em Podcast e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

63 respostas a Podcast Rolando 20 – Episódio 25 – Turbinando Encontros

  1. Darin disse:

    post legal, mas acho que faltou alguma coisa…

    Só eu que nao consigo ver o podcast?

    Pensei q só nao tava no itunes, mas percebi que nem aqui está.

  2. Hehehehe Anand, cadê o link do podcast? 🙂

  3. Medonho disse:

    Vou baixa, mas puxa, eu jurava, jurava mesmo, que o podcast de hoje seria sobre Eberron, eu particularmente não gostei muito desse mundo por sua temática meio (ou alta) tecnofantasy (sou mais fantasia tradicional mesmo), mas acho que irei dar uma segunda chance a ele nessa 4a Edição. E aí? Quando vai rolar um podcast sobre Eberron??? afinal os 2 livros já foram lançados, e aí??? 😀

    • Daniel Anand disse:

      Olá Medonho e outros fãs de Eberron!

      Eu e o Davi estamos já com esse podcast de Eberron marcado faz tempo, mas precisamos de um tempo hábil para fazê-lo direitinho. Precisamos de tempo para ler e reler os livros, preparar uma pauta, fazer uma pesquisa básica, pra ficar um cast bem feito. Assim que a gente puder, vai sair, fiquem tranquilos!

      • Nibelung disse:

        Se eu puder ajudar, tenho um conhecimento razoável sobre Eberron. Não é nada do nível que o Jamil tem com Tormenta, mas quebra o galho. XD

  4. Medonho disse:

    Huuuum… cade o podcast??? 😀

  5. Quando vai rolar um podcast sobre Eberron??? [2]

    Tô contigo, Medonho!

  6. Darin disse:

    Espera pelo menos o povo ler os livros da 4ª edição…

  7. DM Rafael disse:

    Parece que alguém "Rolou 1" no teste para subir o arquivo 🙂

  8. Jamesk disse:

    Talvez todos nós tenhamos falhado no teste de percepção xD

  9. Goltork disse:

    Olha, to rolando o d20 aqui e nada de encontrar o link do podcast.
    Será que minha passive perception é tão baixa?

    E eu estou aqui, apartir desse comentário, criando o MAFAPSE – Movimento A Favor de Podcast Sobre Eberron.

  10. Ian R disse:

    Cade o podcast?
    Sumiuuuuu
    🙁

  11. Zaknafein disse:

    Conjurando Visão da Verdade senhores?
    Eita…podcast secreto…

  12. Kimei disse:

    Total concealment?

  13. Colocaram um "Anel de Invisibilidade" no link do podcast!

  14. LeoXorao disse:

    Pegadinha do Malandro. HAA, glugluglu.

  15. Daniel Anand disse:

    Puxa pessoal, desculpem a mancada!

    Fiz um update do plugin que lida com os arquivos do podcast, e não vi que precisava readicionar o arquivo ao post. O cast já deve estar no ar, qualquer problema, gritem por aqui. Ainda bem que resolvi dar uma lidinha nos e-mails hoje cedo, agradeçam a chuva! 😀

    Abraços!

    • Goltork disse:

      Não tem rolo!

      E embora a gente fique insistindo no podcast sobre Eberron, crio que todos sabemos esperar e temos certeza de que quando tudo estiver certo, vocês vão fazer um excelente trabalho! 😀

  16. Rom_Machado disse:

    Rapaz…20 coments já? o.o
    Ouvindo.

  17. Rom_Machado disse:

    Rapaz…20 comments já? o.o
    Ouvindo.

  18. Tio Nitro disse:

    Muito obrigado pelo convite Anand, a edição ficou ducaray!

    Espero que a turma curta o podcast! 😀 Foi muito divertido fazer! 🙂

  19. Valchrist disse:

    Foda demais esse podcast!

    Rachei de rir demais!!

    😀

  20. SharpWalker disse:

    Salve Daniel e Davi!

    O Podcast de vcs está sendo fundamental para a minha mesa de D&D4e! Além de empolgar os jogadores, as informações são um recurso valiosíssimo para a minha galera oldschool!

    Ainda não ouvi esse episódio, e isso tem relação com minha dúvida/anseio: Vcs postam o cast em algum outro site de compartilhamento? Aqui no trampo eu não consigo baixar arquivos mp3 ou mesmo ouví-los direto pelo browser… Então seria muito bom se existisse uma forma alternativa de download para os pobres mortais confinados a redes 3g de péssima qualidade… Ou os escravos do sistema que se vingam usando a banda empresarial para o nobre download do podcast que é crítico!

    Continuem o grande trabalho, assim que ouvir esse ep. posto meus comentários.

    [ ]'s

    Sharp

  21. Rom_Machado disse:

    Muito bom esse podcast.

    Uma coisa que mudou completamente os meus combates foi quando nos tocamos que alem de pra frente, pra tras e pros lados existe pra cima e pra baixo. Engraçado que quem primeiro fez uso disso aqui foi um cara iniciante. Primeira coisa que ele perguntou no combate foi "Posso teleportar pra cima do telhado?".

    Usar trilha sonora é muito show.
    Rhapsody já bombou nos combates aqui na época da 3E…mó aventura épica…o elfo pulando de telhado em telhado enquanto os bichos destruiam as casas…batalhas de Aguias Gigantes vs. Dragões Negros…foi bom demais.

    Mas nada, nada mesmo supera quando estavamos jogando Star Wars (ainda nem era Saga). O grupo tava todo ferrado, no maior clima de suspense. Quando apareceu o vilão pela primeira vez, Darth Rouen, tocando ao fundo a Marcha Imperial. Nego quase teve um troço aqui.

  22. Arquimago disse:

    Gostei muito! Todas as dicas foram interessante, só achei que faltou poucas dicas para aterrorizar os jogadores, como vocês fizeram para os jogadores, onde ficar, o que cada classe faz, etc.

    E quando vocês falaram da interpretação em combate foi a melhor parte! Descrever o que acontece no campo de batalha realmente anima!!!

  23. MV, Silverblast disse:

    Baixando, O único comentário que tenho por enquanto é que rolaram um 20 na escolha do convidado!!!
    O Tio Nitro manda muito bem!B)

  24. Pingback: Minha participação especial no Podcast Rolando 20 Ep.25 – Turbinando os Encontros de D&D 4e! [NitroDungeon - Podcast] « Nitro Dungeon – RPG Blog

  25. Tio Nitro disse:

    Valeu pelos comentários pessoal! 🙂

  26. Nunca tive a chance de usar do recurso da trilha sonora em minhas mesas. Mas o lance das caracterizações de vozes são uma constante desde que eu me entendo como narrador! eu já fazia isso por instinto, para dar mais vida a cada NPC que aparecia diante dos jogadores!

  27. Bruno Rocha Leão disse:

    Muito bom o cast… eu mestro há uns 15 anos e mesmo as vezes dando impresssão que ja vi de tudo deu pra separar um punhadinho de coisas que se eu não tinha sacado, tinha esquecido. Meus players vão agradecer depois…

    Valeu aí, continuem com o ótimo trabalho…

  28. Zaknafein disse:

    Definitivamente o campo de batalha se tornou um adversario adcional nos encontros da 4 edição, eu dou toda razão ao Nitro nos aspecto tatico dos monstros, eles devem usar as mesmas estrategias que os personagens em combate…não e uma questão de exterminar o grupo e sim dar um desafio a altura…

    Como diz o sabio Tio Nitro " a arte do mestre não causar um TPK, e sim deixar os personagens superarem o encontro com 1 ponto de vida com a bunda na ponta da cadeira roendo os dentes" heheheheh…

    Otima participação Anand, cara vcs deviam juntar (Anand, Davi, o Tio Nitro e o Marcelo Dior) e fazer um podcast especial de campanhas, descrevendo a estrutura que estão usando, as sessões, o que aconteceu em relação a reação de jogadores e assim por diante…

    Outra coisa interessante seria comentarem sobre os cénarios que estão usando e como estão usando, ou comentar de cenarios alternativos (eu por exemplo vou começar uma campanha de Midnight com plataforma 4°edition)…

    Parabens por esse cast…esta entre os melhores, bate papo entre mestres e sempre bom para os que já mestram (como eu) e para os que estão começando a querer iniciar sua propria campanha…

    E isso ai…

  29. Acabei de terminar de ouvir o Podcast.
    Parabéns , esta sensacional, tem muitas dicas para mestres.

    Tbm gostei da idéia do rapaz acima > (Anand, Davi, o Tio Nitro e o Marcelo Dior) – Podcast especial : campanhas, estrutura , o que aconteceu em relação a reação de jogadores e etc;

    Minha outra sugestão é tornar o Turbinando Encontros uma seção especial do Podcast, com a participação de outros blogueiros e mestres da 4E , afinal este podcast merece uma continuação.
    ^_^

  30. Celo207 disse:

    O Podcast ficou show de bola!!!! Parabéns por estarem sempre nos surpreendendo e trazendo novidades interessantes em cada podcast!!!!
    Futuros podcast falando sobre estratégias mais focadas nas classes e outro sobre as novas mêcanicas de criaturas para os monstros seria ótimo!!!!
    Parabéns a todos!!!!

  31. Diel disse:

    Muito bom este podcast. Rolaram 20 no tema e no convidado!

  32. Sharp Walker disse:

    Podcast crítico! A participação do Nitro foi doidimais!

  33. Rovalde disse:

    Cara, muito bom o podcast! Só pude ouvir hoje e vim comentar e… 40 posts? Legal, heim! Parabéns.

    Agora o comentário: Uma coisa que estou usando em minha campanha de 4e é o conceito de cenários móveis. Encontros com os heróis sobre carroças em movimento, em queda livre, sobre plataformas de gelo sobre a agua, se degladiando sobre cavalos ao perseguirem saqueadores Orcs, coisas assim. É bem interessante e abusa da mecânica de Skill chalenger dentro do encontro.

    Fico no aguardo do próximo episódio!

    • Daniel Anand disse:

      É que como a gente quase não posta mais, a galera acaba vindo postar na última postagem! 😀

      Na verdade, eu culpo o convidado mega-boga dessa edição!

  34. Tsu disse:

    é doidimais!

  35. Googla disse:

    Olá, galera!

    Parabéns pelos podcasts! Ouço muitos podcasts e dos que classifico como informativos vocês (em RPG) o pessoal do MdM (Hqs) e o pessoal do Nowloading (Games) são o trio maravilha da internet.

    Aguardo ansiosamente pelo podcasts de duvidas da quarta edição!

    Sucesso! Vida longa!

  36. NILSON disse:

    Tio Nitro sempre gerou material de primeira para os jogadores de RPG, seja ensinando a fazer seu próprio escudo do mestre personalizado, seja com marcadores em base de isopor onde se pode enfiar as bandeirinhas de status dos personagens ( marcações, maldições e contadores em geral ), fichas salváveis de personagens para vários sistemas, além de suas fantásticas contribuições a iniciativa 4e como a Caça ao Escama Negra ( complementar ao Cálice de Avandra ) cujo post conta até com miniaturas de papel e tabuleiro, nos dando a confiança da qualidade q tem o Cálice de Avandra.
    Estou baixando o podcast mas só pelo convidado e pelo tema já sei q será um acerto critico, depois volto para fazer 1d4 comentários.

  37. Riketz disse:

    e aew timeeee..
    tio nitro malando agulha trazendo sua experiencia antedeluviana para nós..

    realmente.. os combates devem ter um algo mais.. um objetivo maior do que simplismente a sobrevivência.. assim como os monstros também devem ter um objetivo em suas lutas..

    na vida real, ursos evitam a presença dos humanos.. mas se considerarem os humanos perigosos para os filhotes, o urso lutará!! — assim como os humanos evitam a presença dos ursos, mas se os ursos ameçarem a segurança da cidade, os humanos lutarão!! lembrando que lutar não significa encher de porrada, mas sim transpor um obstaculo em prol de um objetivo..

    apenas um adendo sobre a pequena polemica do "double damage" e o "maximum damage" sobre os críticos do D&D 4.0, se pensarmos que a média de danos de um dano é a metade do seu valor, então rolar dois dados é teoricamente em sua média o mesmo valor do que o dano máximo de um único dado..

    exemplo.. ataque crítico de uma espada longa (1d8) pela regra nova o dano será [8 +mod Força].. agora se for pra rolar 2d8, a média dos resultados seria [4 (primeiro dado) +4 (segundo dado) +mod Força]..

    pela nova regra, o dano do crírico será sempre o maior dano possivel para o ataque (claro que jogadores rabudos conseguem rolar do dano máximo sem ser crítico).. era meio triste, até uma maldição, de rolar o dano de crítico e sair resultados de 1 e 2 nos dados, foi crítico, mas o dano foi menor do que um ataque médio.. claro que existia a possibilidade de se tirar valores bons..

    • Daniel Anand disse:

      Ah, eu prefiro muito mais a regra nova. O principal problema da regra antiga era multiplicar os bônus. O crítico era devastador demais para personagens com muitos bônus de dano, e devastador de menos para personagens sem muitos bônus.

      Só sinto falta, às vezes, dos erros críticos, mas essa é uma das regras caseiras mais comuns de achar por aí.

      • Riketz disse:

        sim sim.. também prefiro a nova regra..
        mas alguns jogadores sentem a falta de "rolar um monte de dado de dano no crítico"..

        o que faço então é duplicar apenas a quatidade de dados, mas o modificador continua o mesmo..
        um dano crítico de 1d10+mod Força(digamos +4) na regra 4.0 seria um dano de 14 certo?

        para os meus jogadores o crítico de 1d10+mod Força (+4) seria 2d10 + mod Força..
        variando entre 6 (1+1+4) e 24 (10+10+4).. 4+24=30 … 30/2=15 que é bem próximo da média..

        por conta desta matemática e da "vontade de rolar um monte de dados" esta é a preferência..

        • Daniel Anand disse:

          Mas os críticos da 4E jogam um monte de dados, só não no nível 1, por conta das armas mágicas (e high crits da vida). Uma arma +6 meia boca, por exemplo, já joga +6d6 num crítico. No nível épico, uma arma high crit tb faz mais 3[W] de dano além do normal. Isso é dado bagarai.

          E quem quer rolar muito dado, vira Rogue ou Barbarian. Esses caras rolam trocentos dados de dano, mesmo no começo.

          Cheers!

  38. Pingback: NitroCast 04 – Dicas para Mestrar Cenas de Ação Emocionantes! [NitroDungeon - Podcast] « Nitro Dungeon – RPG Blog

  39. Pingback: NitroCast 04 – Dicas para Mestrar Cenas de Ação Emocionantes! - PARAGONS

  40. NILSON disse:

    Ok, muito bem lembrado quanto a se imaginar os cenários como 3D com alturas e inclusive sombras e cantos escuros, onde as regras não muito valorizadas pelos DMs podem ser aplicadas como a "camuflagem" no escuro e aquisição de bônus por saber explorar bem os relevos do mapa ( por incrível q parece torna o jogo mais estratégico ainda ).
    Quanto ao meta-jogo lembrem-se q as regras existem apenas para limitar a gigantesca bagunça q seriam os combates se ela não existisse, como em toda interação entre dois ou mais indivíduos, as regras existem para disciplinar o q deve ser feito e como deve ser feito. Além disso elas devem servir de linguagem universal entre os jogadores de qualquer parte do mundo q adotaram o D&D possam se entender, o q não impede q regionalismos surjam ou seja regras caseiras para agradar grupos específicos.
    As regras são a base do RPG, a estrutura de um prédio, os manuais de D&D mostram essas regras como um manual mesmo, cabendo as novels e outros livros o trabalho de inspirar o jogador.Um exemplo são os poderes q trazem a mecânica e deixam a parte da sua descrição a cargo da criatividade do jogador.
    Usem e abusem das regras (estrutura do edificio) e fantasiem as descrições das ações e lugares ( pinte e decore seu prédio como quiser ) e bom divertimento a todos.

  41. NILSON disse:

    PS. Muito bom o manual da oficina de criação de monstros do Daniel Anand na RPGCon, parece até material oficial, deveria vir algo assim junto com o livro dos monstros de D&D4e.

  42. DM Rafael disse:

    Essa é pro Tio Nitro: as sessões dele que entram pela madrugada são chamadas de "Sessão Zumbi".

    Meu grupo chamas essas sessões de Journey Through the Dark em homenagem à música do Blind Guardian.

  43. Tchelo disse:

    Ótimo podcast como sempre! Ainda mais com a música do Monkey Island no meio! Excelente!

  44. Kendji disse:

    Kra mto bom o podcast,
    Sempre com dicas uteis e bem humorados!
    Parabêns também pela escolha do convidado, e que pena que o Davi não pode participar!

    Continuem assim!
    []s

  45. abner defreitas disse:

    muito massa!!!!
    vai ajudar muito os meus jogadores.
    valeu.

  46. Pingback: Um Mestre e seus Jogadores Mimados! O que fazer? « Adrenalina Rpg – No Mercy!

  47. Pingback: Podcast Rolando 20 – Episódio 26 – Criando Monstros | Rolando 20

Os comentários estão encerrados.