Que inspiração você puxa de outros jogos, livros, filmes, etc?

Continuando a responder as trinta perguntas, (que parece que vai demorar 2014 para responder todas) a pergunta de hoje é “Que inspiração você puxa de outros jogos, livros, filmes, etc?”

Black Rider of Mordor

Como vocês já devem ter percebido pelos podcasts e posts, eu gosto muito de me inspirar em outras mídias para minhas aventuras e personagens. Exemplos de posts onde faço esses links:

Exemplos de podcasts similares:

Separei também outros exemplos de inspiração em outros jogos, livros e filmes que tenho utilizado recentemente.

Livros

Devo dizer que faz tempo que não leio livros bons e inspiradores. Acho que de literatura, o que mais roubei descaradamente para as minhas mesas de RPG definitivamente foram as crônicas de Dragonlance. Mas como os romances foram baseados em mesas de RPG, é uma dica recursiva.

Livros são uma fonte inesgotável de idéias, mas depende muito do que você quer pra sua mesa. Se sua mesa está pedindo um pouco de intriga e traições, leia as Crônicas de Gelo e Fogo. Precisa de um pouco mais de humor? Mochileiro das Galáxias. Um pouco mais de ação ou tensão? Um bom thriller policial, como o livro do Jason Bourne ou algum do Tom Clancy.

Filmes

Filmes me inspiram bastante em mesas de RPG. Gosto de filmes de ação como referência para minhas cenas emocionantes, como já falei do James Bond num podcast. O barato do cinema é poder trazer uma visualização comum para o grupo. É por isso que o Senhor dos Anéis na telona tem um impacto bem diferente dos livros. Uma coisa é a batalha de Pelenor na sua cabeça, ao ler o livro. Outra é ver aquela batalha acontecendo, com efeitos especiais e trilha sonora.

Então recomendo todos os filmes de fantasia, que sempre tem alguma coisa para roubar para o seu Dungeons & Dragons, mas mesmo filmes não diretamente relacionados podem adicionar ao seu jogo. Buscando da minha lista de filmes favoritos, você pode aprender sobre abandono e desapego em Blade Runner, sobre as culturas “bárbaras” em Dança com Lobos, sobre construção de roteiro com De Volta Para o Futuro, sobre terror com O Iluminado.

the-last-of-usJogos

Atualmente tenho mais jogado videogame que lido ou visto filmes, e esse é outra fonte imensa de inspiração (ainda mais com os jogos tomando proporções cinematográficas). Quem hoje não faria uma luta contra uma criatura gigante (Tarrasque?) se inspirando em Shadow of the Colossus? Ou lutas sangrentas inspiradas por God of War? Se você conseguir criar NPCs carismáticos e críveis como os personagens de The Last of Us, está definitivamente fazendo alguma coisa certa.

Enfim, a idéia aqui não é criar listas extensivas, mas dividir um pouco das minhas fontes de inspiração. E vocês? Qual foi o livro, filme ou jogo que você tirou um monte de coisas e colocou em sua mesa de jogo?

Até mais, e rolem 20!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro D&D 5E on-line via Fantasy Grounds. @dsaraujo
Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Que inspiração você puxa de outros jogos, livros, filmes, etc?

  1. Yuri disse:

    Eu gostaria de saber o que vcs acharam de Skyrim, vcs nao chegaram a fazer podcast dele! Ultimamente foi minha principal inspiração para buscar blogs de rpg, rs rs rs

  2. @luisvetori disse:

    Você usa uns exemplos bizarros para trazer conteúdo pra sua mesa. E isso foi meio que um elogio. Gosto de filmes do Studio Ghibli (Contos de Terramar, O Castelo Animado, exemplo) como fonte de ampliação do imaginário, nem plagiar ou copiar (não vejo mal em faze-los), mas abrir um leque na mente do possível: sabe o Morpheus falando para o Neo abrir sua mente antes de saltar de um prédio a outro (quantos pontos da pericia saltar ele investiu no personagem?), é meio ampliar e romper conceitos concretos. Até mais.

Os comentários estão encerrados.