Roube da minha Campanha: Sombras da Normandia

Em Agosto de 2012, eu comecei a mestrar uma campanha de Ars Magica no trabalho, no final do expediente que durou mais ou menos 50 sessões. Criamos vários NPCs e sementes de histórias, e eu adoria compartilhar elas com vocês aqui. Tem umas partes meio soltas, porque essa eram minhas anotações de mestre.

Me avisem se curtirem posts desse tipo:

Sombras da Normandia

Saga de Ars Magica 5ª edição

Mapas

Localidades Importantes

  • Mont Saint-Michel, monastério

Figuras Históricas

  • Carlos Magno (742-814): Carlos, o Grande, ou Carlos I. Fundador da dinastia Carolíngea. Rei dos Francos, primeiro imperador na Europa desde Roma.
  • Rollo ou Roberto I (846-931): Viking, ancestral dos dukes da Normandia, fundador. Filho do rei da Dinamarca. Enterrado na catedral de Rouen.
  • William, duque da Normandia, tornou-se rei da Inglaterra em 1066 na famosa Batalha de Hastings. A Normandia tornou-se parte da Inglaterra.
  • Felipe II, rei da França. Proclamou a normandia francesa em 1206.

Histórico

  • 1195 16o. Grande Tribunal da Ordem de Hermes.
  • 1201 Covenant de Exspectatio é fundado em Atramentum; mais tarde esse covenant é desfeito e se reforma como Atramentum Renatus.
  • 1202 – 1204 A Quarta Cruzada.
  • 1204 Morte de Eleanor da Aquitânia. O covenant de Eboris é fundado em Paris.
  • 1209 Início da Cruzada Albegeniense; vários nobres da França se juntam em Lyon e partem para Languedoc.
  • 1212 A Cruzada das Crianças começa quando um menino pastor faz milagres em St. Denis.
  • 1214 A Batalha de Bouvines — Felipe II, apoiado por Frederico II, imperador germânico, vence as forças combinadas dos Saxões, Inglês e Flamengos.
  • 1215 Lapis Crudus volta a cena hermética ao vencer as fadas.
  • 1217 A Quinta Cruzada.
  • 1221 Tribunal da Normandia
  • 1223 Luis VIII proclamado Rei da França.
  • 1225 Frederico II do Sacro Império Germânico casa-se com Yolanda (Isabel) de Jerusalem (início da 6ª cruzada)
  • 1226 Luis IX (mais tarde São Luis) proclamado rei.

Cinereo Calvarian / Robert Flanders

Robert Flanders, conde de Flanders, não morreu em 1111. Ele desapareceu em Meaux, mas foi recolhido por monjes no rio Sena, e levado até o monastério de Saint Wandrille. Lá, se arrependeu da aliança com Henrique I, e fez uma aliança com o demônio Laucrex. O filho mais velho de Henrique morreu, e uma guerra civil seguiu na Normandia. Temendo por seu destino ao ver o destino de sua alma, fez outro acordo, agora com o cabalista do grupo Ein Sof, que aprisionou sua alma para sempre em seu crânio.

Ein Sof é um grupo de caçadores de demônios, e ajudaram Robert, que sempre foi um homem santo em sua luta.

A região sofreu com os ataques Vikings, e agora a caveira, acinzentada pelas terras férteis do vale do Sena, é o receptáculo de Robert.

Robert deseja se livrar dessa maldição, mas primeiro precisa se livrar do demônio Laucrex. Ele precisa recuperar o braço de São Jorge, patrono da Inglaterra, que está guardado em Flanders, na igreja de Anchin Abbey (10 milhas ao leste de Dovai, em Flanders). Também construiu o monastério de Santo André, em Betferkerke, perto de Bruges.

Sua caveira aprodrece folhas e plantas ao seu redor. Se deixada por um ano no mesmo local, os restos apodrecidos são dois pawn de vis de Perdo. Os demônios de Zebezz, controlados por outro demônio, causam discordias. Atacaram o covenant.

O lore-master Ackbar se juntou ao covenant em 1224, e revelou a história de Robert of Jerusalem. Ele ainda não sabe o nome do Demônio.

Magi da Ordem de Hermes

  • Myrina ex Mercere: evangellion do tribunal, Gifted Redcap de Dragon’s Rest.
  • Aristarcus ex Guernicus: representante guernicus de Confluensis. Aloof, bonitão.

Ash ex Mercere

A Red Cap que atende o covenant de Cinereo Calvarian. Bem curiosa, mas tem muito orgulho de seu trabalho. Gosta particularmente desse covenant porque ele é bem lucrativo para Dragon’s Rest.

Augustus ex Merinita

Augustus é um Merinita nascido em 1133, na região Provençal, residindo atualmente em Nidi, na Aquitânia. Augustus esteve na corte da primavera em 1205, onde recolheu a infante Aurora. Augustus foi um estudioso profundo das diversas cortes feéricas do tribunal da Normandia, seguindo os estudos de seu parens, Leandro ex Merinita, que atingiu o final Twillight. Focado em Imaginem e Animal.

Ele negociou com Foster, pai de Aurora, para levá-la e treiná-la, quando descobriu que Aurora seria a herdeira do reino. Ele inventou uma história para Foster (e usando magia), dizendo que ela seria morta. Por estar apaixonado por Aurora, procura uma maneira de livrar a antiga aprendiz de seu destino.

Idade: 87 (42); Warping: 7 (32); Passionate +2; Secretive +1

Oriana ex Tytalus

A.k.a Kybella of House Tytalus, suporter de Buliste, parens de Pétra. Mantém os encantamentos de Fudarus, especialista em gênios. Reside em Expectatio. Ver Lion & the Lilly, pg. 45.

Idade: 68 (48); Loyal to Buliste: +3; Suspicious: +1

Iasper ex Tytalus

Fili Adanus, supporter of Harpax. Rival de Pétra. Ver Lion & the Lilly, pg. 45.

Idade: 26 (26); Argumentative +2; Self-Disciplined +2; Brave +1

Adolphus ex Bjorner

Um magus itinerante, estudioso dos Mistérios da casa Bjorner. Magus de um covenant cenobita, habitando a região florestal próximo à Troyes, na região de Champagne. Está buscando um novo aprendiz. Não se envolve muito na politicagem da Ordem, mas participa do torneio para conseguir Vis para seus projetos. É contra a influência da igreja católica na ordem de hermes. Adolphus sugeriu a Verbena que falasse com as lideranças de Paris na questão dos Judeus da cidade.

Introspectivo +2; Unconventional +2

Leon ex Bonisagus

Do Reno, construiu o covenant com magia. Conhece arquitetura hermética. Está atualmente procurando aprendizes.

Idade: c. 90 (50). Helpful +1, Organized +2

A Corte das quatro rainhas

Florestas: Eawy, Lyons, Brix e Andaines

  • Rainha das Taças (Outono) Andai Neskowin (Perto de Nidi)
  • Rainha das Espadas (Verão) Lyons
  • Rainha dos Diamantes (Inverno) Brix
  • Rainha das Árvores (Primavera) Eawy

Origem das rainhas baseadas nessa fábula, com a diferença de ser quatro filhas, e uma não se casou, e virou a Rainha dos Diamantes. O Bobo ainda vive com a rainha das Espadas em Lyon.

A Rainha dos Diamantes tomou Eawy da Rainha das Árvores (que estava enfraquecido com a saída de Aurora). Por isso o rei das abelhas nunca mais voltou lá, quando ela fechou o régio mágico com a pedra. Augustus abriu a pedra (tentando obter o vis de Rego do Rei das Abelhas para si), a Rainha foi atrás dele (enviou espíritos do gelo), e ele ao tentar abrir o régio pra fugir, entrou em Twillight por um ano.

A Rainha quer uma herdeira, que seria Ariadne, a Ninfa. Mas a Rainha queria uma presença humana, e matou Ariade, e foi atrás da outra filha de Foster, Aurora, que fugiu para o mundo mortal. Augustus não quer que Aurora se torne a rainha das cortes feéricas, porque a ama.

O rei das abelhas fez uma barganha com Aurora, que prometeu manter o régio sem criaturas feéricas e infernais. Deu o barril de geléia real (vis de Rego) em troca, e a permissão de Aurora e seus servos de entrarem lá.

Pedro Pedregulho, um elemental da terra, apareceu no régio mágico, e hoje está construindo um portal para a entrada do régio mágico, de forma a impedir a entrada de outras criaturas. A aura mágica está “vazando” para o régio feérico.

Monteverte pilhou o régio em 1227, destruindo Pedro, colhendo todos os frutos, removendo galhos e levando as aranhas gigantes. A árvore voltará a produzir vis em 1232.

Régio de Eawy (aka Corte da Rainha das Árvores)

O Régio de Eawy está vacante, esperando a herdeira da rainha dos diamantes. Ela quer Aurora de volta à corte. Ele existe no segundo nível do régio da floresta. Uma das entradas é o antigo carvalho, onde Pulo já entrou e viu tudo gelado. O tempo passa bem rápido lá dentro (um dia é um ano no mundo real).

Os magi levaram a criatura com cara de leão e rabo de escorpião (apelidado de Totó) de volta ao régio, onde ele agora serve ao Primeiro Ministro. O Régio não irá mudar enquanto não houver um humano de volta. Para a história funcionar, precisa ser alguém meio-fada. Augustus está atualmente procurando alguém assim, nos arredores de Nidi, ajudado por Regulus. Encontrou uma meia-ninfa chamada Lucille (Luz).

A Lenda de Eawy diz que “A nova rainha da primavera virá do amanhecer que derreterá a neve do Inverno”. Aparentemente, Aurora (ou Lucille) precisam destruir a rainha do Inverno, e tomar seu lugar.

Scipio Ex Meritina

Scipio acha que a corte onde Vinella está é a corte de inverno de muito tempo atrás, e Vinella é filha da rainha do inverno, que se tornou má após a morte de seu marido (o rei das quatro cortes). Ele está em Eawy em busca da rainha do inverno. Vinella está presa no régio, junto com o verdadeiro Foster, que está apaixonado por ela.

Scipio teve o Gauntlet em 1205. Ver Magi of Hermes, pg 117.

Ariadne, a Ninfa

Ela era filha da rainha das Árvores, o pai era Foster (pai da Aurora, o que a faz sua meia-irmã). Ela fez maldade com a nenê (Aurora), sua meia-irmã. Ela morria de inveja dela, e com isso ficou presa como fantasma para se redimir. Mas não pode falar com mulheres sem sofrer dores terríveis.

Ela foi morta pela rainha de diamantes, por ser filha da rainha das árvores (e não ser sua herdeira correta, como ela achou. Mas é a outra filha de Foster), e poderia tomar o lugar de Aurora se não fosse 100% fada.

Atua como uma fonte de viz de Mentem se chorar (o que não é difícil, na presença de homens). Ela quer uma mecha de cabelo (conexão arcana) com Aurora para se vingar. Ela provavelmente removerá a beleza de Aurora.

 

 

Martòn Yain

Lord de Yainville, contribuidor da Ordem de Hermes, cavaleiro do Duque da Normandia. Sua esposa esteve de cama por anos. Não teve filhos, mas ainda é jovem (30 anos em 1221). Conhece a Ordem de Hermes, e gosta de receber presentes:

  • Recebeu uma colher de pau transformada em Alecrim em 1221. Acha que isso ajudou sua esposa (mas não é o caso, foi sua vã expectativa).
  • Recebeu uma lanterna mágica, que fica acessa como efeito constante em 1225.

Sua esposa, Lenora de Yain, é a sexta filha de um Barão da região Provençal. Martòn estava prometido para uma moça local, Catarina, mas por conta da guerra, Catarina acabou adoecendo e morreu antes de se casar. A jovem nunca descansou após a morte, e passou à atormentar Lenora desde o seu casamento com Marton. Catarina só deixará para o pós vida se Márton visitar seu túmulo. Ela está enterrada próximo ào Monastério de Ber, próximo à Brionne, no rio Risle. Os magi de Cinero Calvarian expulsaram o fantasma de Catarina com Rego Mentem. Márton visitou seu tumulo na primavera de 1222.

Lenora por um curto período regeu as terras de seu marido, com auxílio do mordomo e castelão Jaques. Márton possui uma casa de Campo em Florence. Ele fingiu ir para lá por conta do clima da região, mas foi lutar na cruzada Albigense (1209-1229).

Os magi de Cinereo Calvarian simularam um nascimento de uma filha de Lenora (o bebê era um órfão dos monastérios da região), que se chama Pètra d’Yann. Com notícias do nascimento da filha, Márton retornou em 1226.

Márton é dono de todas as terras entre a floresta de Eawy e o Sena, indo até próximo de Dragon’s Rest. Ele tem várias fontes de renda, sendo uma delas “doada” para os magi: a feira anual ao sul da floresta, no caminho que liga o Sena ao Reno. A feira rende 200 pounds de silver por ano. Em 1224, sem a presença de Márton, Gastón, o administrador da feira, roubou o dinheiro. Foi expulso em 1226 por Márton. Ele é imune à beleza de Aurora por algum motivo.

Os judeus de Cinereo Calvariam

Liderados por Joshua the Goldsmith, pai de Sara (esposa de Gerard). Refugiados da região de Rouen, descendentes dos money-lenders que foram assassinados durante a terceira cruzada. Ainda tem contatos com algumas famílias influentes de Rouen, algumas com acesso à textos Árabes e Hebreus de interesse dos Magi de Cinereo Calvariam. Eles podem oferecer textos em troca de ajuda para fugir para Iberia.

Em 1226, o Rei Luis VIII, em seu leito de morte na Cruzada Albegeniense, odenou a expulsão de todos os hereges (incluindo os Judeus) da França. Márton encaminhou o pedido ao covenant, que decidiu converter seus covenfolk e contruir uma igreja até 1236.

Jacó Chain, 55, ex-líder dos Ein Sof em Paris.

Os Reis da França

Em 1220, o Rei da França era Felipe II, o rei mais bem sucedido da França até então, e o primeiro a levar esse nome (versus Rei dos Francos). Ele teve os conflitos com Ricardo Coração de Leão, várias guerras com a Inglaterra, e recentemente (1214) venceu os Romanos (Germânicos), Ingleses e Flamish na batalha de Bouvines.

Em 1223, tomou o poder seu filho, Luís VIII, que reina por três anos, mas termina às guerras ao sul da França, e intensifica a expulsão dos judeus da França. Foi coroado em Reims, com 12 anos, e sua mãe (Blanche de Castille) foi regente até 1234.

Em 1226 (até 1270), é coroado Luís IX (São Luis), que irá lutar em duas cruzadas, a sétima e a oitava.

A Inquisição

Vai tomando força na Europa, e principalmente na França, a Inquisição Papal, que começa em 1230 com o papa Gregório 9o.  Em 1252, começa a ser usada tortura, com a Bula Pontifícia Ad extirpanda, mas só fica generalizada em depois de 1300.

Fontes de Vis

Permanentes

  • Nascente 6p de Aquam (dia mais frio do inverno)
  • Galhos da árvore mágica 4p de Herbam
  • Frutos da árvore mágica 6p de Creo
    • Se plantadas, crescem em 24h para uma árvore completa (e usa dois pawn de vis). A nova árvore não é mágica.
  • Teias na árvore 4p de Vim
    • Aranham mágicas às vezes atacam.
  • Nimpha fantasma que chora 5p de Mentem
    • Precisa de alguém que ouça seu lamento.
    • Ariadne, filha da Rainha da Primavera e seu pai Foster
  • King of Bees 20p de Rego a cada 4 anos
    • Precisa ser convencido
  • Caveira Cinza
    • 2p de vis de Perdo.

Temporárias

  • Água do Pântano próximo à Avranches (Mont Saint Michel)
    • Parte mais escura que junta ao longo do ano.
    • 4p de vis de Perdo.

Torneio da Normandia

O principal do objetivo do torneio é dividir as fontes de vis da Normandia que não estão próximas dos covenants e, portanto, pertencem ao tribunal como um todo. Ele acontece na sequencia do Tribunal, a cada sete anos, e geralmente acontece próximo ao covenant que hospeda o Tribunal. Além dos tropaeum (fontes de vis comuns), são distribuídos estoques de vis, livros, items mágicos e outros prêmios. A distribuição é detalhada abaixo.

Todos os covenants reconhecidos da Normandia podem participar do torneio, com um time de até cinco Magi, sem contar grogs ou companions. Covenants não reconhecidos e pessoas externas ao tribunal podem participar pagando cinco pawns de vis por magus.

Tradicionalmente são seis as modalidades do torneio, sendo uma delas escolhida pelo covenant que hospeda o Tribunal. É de mau gosto o covenant host vencer essa modalidade. As modalidades são:

Hastiludium

É jogado por dois times com três desafiantes de cada lado. Cada jogador deve se equilibrar ou sentar em um objeto: um calderão, vassoura, barril, porco, banheira, qualquer coisa encontrada num vilarejo. O objetivo é atravessar o campo, usando de magia para mover sua montaria, e impedir que o time adversário avance. Qualquer magi que toque o chão é eliminado. É obrigatório passar por cima da linha central (nada de teleporte para o outro lado). É bem comum ferimentos nessa modalidade.

Foi banido em 1225 devido ao grande número de Magi mortos e feridos. Foi substituído pelo Seisin Run.

Seisin Run

Um grupo de magi do mesmo covenant devem levar um objeto (decido pelo host) pequeno do centro do torneio até a distância do seisin mais próximo (não precisa ser até a fonte especificamente, é só a distância). O objeto deve ser carregado por magia.

Certamen

Duelos de certamen, distribuídos aleatoriamente. O magus mais velho escolhe a técnica, e o mais novo a forma. O magus do time pode mudar de desafio em desafio.

Justa

Típico desafio medieval. É permitido o uso de magias na montaria, no magus, e em suas armas somente. O objetivo é derrubar o oponente, numa melhor de três corridas.

Melee (versão de Castra Solis)

Briga de grogs, onde cada time tem um magus e um time de grogs. O objetivo de cada magus é castar uma magia de toque, sem penetration (forceless), no adversário. Os grogs tentam impedir os magus. Podem ser usadas armas sem corte, como maças e porretes. Desde 1225, foi banido e movido somente para o torneio Flambeau.

Debate

Debate sobre um tópico proposto no tribunal. Usamos essas regras. Substituiu o Melee, e ainda não vale muitos pontos. Pode ser revisado.

Dimicatio

Desafio de magia e contra-magia, onde os magi usam fast cast para se defender do ataque do adversário. Ao contrário do certamen, aqui as magias podem dar botch e causar Twillights impressionantes.

Host’s Choice

Varia a cada torneio, mas tipicamente involve algum tipo de desafio de habilidade mágica.

Pontuação

  • Cada time recebe pontos iniciais igual ao número de magi do seu covenant
  • Seisin Run: 20 pontos para time vencedor, 10 para o segundo lugar, e 5 pontos para o terceiro e quarto lugar. Outros participantes ganham 1 ponto.
  • Certamen: 25 para o finalista, 15 para o segundo lugar, 8 para terceiro e quatro lugar. Outros participantes ganham 1 ponto.
  • Dimicatio: 23 para o finalista, 12 para o segundo lugar, 6 para terceiro e quatro lugar. Outros participantes ganham 1 ponto.
  • Debate: 6 para o finalista, 2 para os lugares de 2 a 4, e 1 ponto para o quinto lugar. Não dá pontos por participação.
  • Justa: 20 para o finalista, 8 para o segundo lugar, 3 para terceiro e quatro lugar. Outros participantes ganham 1 ponto.
  • Host’s Choice: 12 para o finalista, 8 para o segundo lugar, 3 para terceiro e quatro lugar. Outros participantes ganham 1 ponto.
  • O total ordena os covenants. Desempate é feito por senioridade, baseado na data de fundação do Covenant.

Premiação

De acordo com a tabela ao lado são distribuído tokens, que compram os prêmios. Exemplos de prêmios:

  • Fonte de vis: tokens igual ao número de pawns por ano.
  • Livros: tokens igual a build points/5. Ex, uma raiz (Lv 5 Q 15) custa 4 tokens. Um branch (Lv 20 Q 21) custa 9. Um tratado de Q10 custa 2 tokens.
  • Items: tokens igual a build points/5. Ex, um Motivated Plow (Covenants, 52, ReTe 15) custa 2 tokens.
  • Vis: um token por 5 pawns de forma ou 3 de técnica.

Exemplos de Fontes

Tropeaum

  • On St. Martin Day, Aquam vis in the form of sea foam is cast on a secluded beach. 4 pawns per year.
  • Água de um lago que reflete exatamente a imagem da segunda lua cheia no mesmo mês (uma vez a cada três anos). 6 pawns a cada três anos. (2 tokens)
  • Uma montanha gera vis de Auram se o seu clima for coletado. 2 pawns per year
  • Uma colônia de leprosos num monastério gera Corpus de vis – 10 pawns por ano.

Exemplos de Livros

  • The Babble within Thought, by Hicuccus of Criamon, Summa on Mentem, Level 12, Quality 11 – 5 tokens.
  • De Lapii, by Jeremias filius Guernicus. Summa on Terram, Level 17, Quality 14 (this is one of the Branches of the Arts, see Covenants, page 93) – 7 tokens
  • Mirrors of the Soul by Perpauca Bonisagi, Summa on Imaginem, Level 12, Quality 16 – 6 tokens
  • The Primal Power, by Peter of Uist. Summa on Aquam, Level 9, Quality 17 – 6 tokens
  • Mirrors of the Soul, by Papuarca ex Bonisagus. Summa on Imaginem, Level 12, Quality 16 – 6 tokens
  • See more at Lion and the Lilly pg 23.

 

Ufa!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro 13th Age. @dsaraujo no twitter

Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Roube da minha Campanha: Sombras da Normandia

  1. Engraçado, num to vendo a parte que EU PERDI O MEU BRAÇO NO TORNEIO, haha.

    Saudades Ash.

  2. Dani Toste disse:

    Quem lê essas notas bonitas e organizadas nem faz ideia das trapalhadas que dominavam essas mesas. LOL

Os comentários estão encerrados.