#RPGaDay 2017 – Dia 13

Seguindo com o #RPGaDay 2017 – Descreva uma experiência de jogo que mudou o jeito que a você joga.

Putz, essa é difícil de responder. Eu com certeza mestro e jogo muito diferente do que eu fazia na década de 90 quando comecei a se meter com esse tal de RPG, mas acho que isso foi uma mudança gradual e constante, e não teve um grande momento abrupto. Acho que as situações que eu mencionei no dia 7 foram algumas delas.

Pra mim uma grande realização foi jogar Ars Magica, e sacar que o RPG não é sobre você, sobre o seu personagem. É sobre a historia em conjunto. Desde então eu fiquei muito mais feliz em ver as histórias dos outros personagens e NPCs do que necessariuamente a do meu personagem. Achi que isso me fez um jogador melhor.

E vocês?

 

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro 13th Age. @dsaraujo no twitter
Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a #RPGaDay 2017 – Dia 13

  1. Tarcisio Lucas disse:

    Foi quando conheci o Dust Devils…a primeira aventura foi espetacular. O jogo usa cartas no lugar de dados, mas nesse dia nem as cartas foram usadas…foi tudo narrativo.

  2. Tarcisio Lucas disse:

    Já conhecia uns jogos mais narrativos, mas essa foi a primeira vez que realmente vi isso acontecendo na mesa.

Os comentários estão encerrados.