Reporte de Campanha: Seekers of the Ashen Crown sessão 2

Foto da Sala da Charada que passei online para os jogadores, enquanto mudava a cor ambiente para "iluminação de fogueira" por causa dos brazeiros.

Olá Jogadores e DMs!

Aqui vai mais um reporte, dessa vez a sessão foi bem curta, tivemos alguns problemas iniciais e alguns problemas de conexão ao longo do caminho, o que fez com que a aventura que deveria durar duas horas, durasse menos de uma. Por incrível que pareça, mesmo curta, foi uma aventura muito legal e divertida, os recursos do Fantasy Grounds foram bem utilizados para dar o clima da aventura.

Dessa vez tivemos um personagem a mais, um Deva avenger, para simplificar a razão decomo ele apareceu por lá (dungeon) e os motivos dele estar lá, eu simplesmente assumi que ele estava o tempo todo com o resto do grupo, é um recurso ruim para a imersão de uma campanha, mas como o objetivo dessa campanha é mais jogar e colocar o pessoal do Fantasy Grounds na ativa, é melhor gastar o tempo aproveitando a aventura do que tentando criar uma grande história épica. 

Apesar do fantasy grounds ter sido ótimo para poder jogar mais RPG, ainda não vi nenhuma campanha dando muito certo no programa, apesar das pessoas poderem jogar no conforto da casa, justamente por estarem em casa acho que elas acabam fazendo outras coisas e esquecendo do jogo, outro fator é que a maior parte das pessoas com quem jogo não são amigos, mas sim pessoas que conheci no blog, orkut, etc e, claro, existe muito mais razão para jogar com amigos do que com conhecidos.

Essa sessão não tivemos nenhum encontro combativo, apenas uma charada, eu não fiquei muito feliz com a charada da aventura e acredito que a principal razão disso foi a falta de explicação dentro da aventura de como o mecanismo da charada funcionava. Se eu tivesse gastado alguns minutos para estudar como ocorreria esse encontro não teria tido esse problema, no entanto é justamente esse tipo de coisa que eu não quero ter que fazer quando compro uma aventura pronta. A charada consistia em botões que deveriam ser apertados para abrir uma passagem, alguns botões fariam coisas ruins acontecerem, o problema é que esses botões eram meio óbvios (coisas como o botão do demônio), e apesar de possuírem a dica necessária foi mais fácil para os jogadores usarem da seguinte estratégia: apertamos todos os botões, em todas ordens sem incluir o botão do demônio, da morte, e da dor. Assim dessa forma bem sem graça eles descobriram a charada no chute.

Acho que o highlight da aventura foi o Tyler, personagem do Anand, cair das escadas com sua armadura de metal (depois de rolar 1 em seu teste de Stealth), houve uma tensão quando voltou o barulho de estralados dos Kruthiks (tinha ficado silencioso desde da última vez que eles sairam da dungeon) mas eles ficaram bem quietinhos por alguns minutos até os Kruthiks voltarem a dormir. Outra coisa bacana foram os recursos do Fantasy Grounds, que dá muita vida a aventura, pois posso mostrar o mapa, algumas fotos e até mudança na luz ambiente, acredito que essa aventura de uma hora, com uma charada tosca foi legal justamente por isso, acho que quem jogou realmente se sentiu na tumba infestada de Kruthiks!

Sobre Davi Salles

Irmão do Daniel, o Davi começou a jogar mais ou menos na mesma época, mas demorou um pouco mais para jogar junto. Irmão caçula, sabe como é. Ele gosta bastante de Senhor dos Anéis, e suas aventuras sempre tem um toque Sheakspereano. Curte the One Ring, Vampire: the Requiem e outros RPGs mais interpretativos, mas também joga e mestra mesmo o velho e bom D&D.
Esta entrada foi publicada em Reporte de Sessão e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

15 respostas a Reporte de Campanha: Seekers of the Ashen Crown sessão 2

  1. ReyOoze disse:

    Davi, dá uma olhada no persona que eu fiz e postei no blog (http://www.ooze.com.br) eu tentei fazer meio em acordo com o Pers. do Anand. É um Warforged Invoker. Esse grupo vai ficar di-vi-no!

  2. Eduardo disse:

    Na realidade, o ponto alto da aventura foi meu Guerreiro, Kalli, apelidado pelo Tyler (Anand) do rogue do grupo… eheheheh… ter tirado 20 em teste de furtividade! Cool!!!! rsrsrsr! Foi bacana!

  3. Puppet disse:

    Essa imagem no post foi você quem fez Davi ?

    O Anand já postou uma imagem parecida e eu fiquei babando, no caso dele era um puzzle que devia ser montado, acredito que na campanha dos Escamas Negras. Queria ter esse talento no Photoshop.
    My recent post Reporte de sessão 1

    • SharpWalker disse:

      Puppet, essa imagem que o Anand postou no reporte dos Escamas é da aventura pronta. Eu fiquei curioso e baixei ela lá do ddi, pra dar uma olhada e já pensar em adaptá-la ao meu jogo.

      Essa imagem que o Davi postou ficou muito boa pra ilustrar a cena.

  4. Davi Salles disse:

    Não, essa imagem é dá própria aventura. Caso você queira ter fotos que representem bem um sala da dungeon ou algo assim, trabalho de forma contrária, procure primeiro uma foto maneira e depois invente o que as runas ou as estátuas fazem. Eu não sou bom de photoshop não, nem de desenhar, mas sou bom de google images!

  5. Pingback: Tweets that mention Reporte de Campanha: Seekers of the Ashen Crown sessão 2 | Rolando 20 - DnD 4ª edição -- Topsy.com

  6. DanielSetita disse:

    RPG de verdade online não combina muito. Jogando em mesa todo mundo junto já tá ficando cada vez mais difícil.

    Tem sempre um olhando gente pelada no laptop, um indo pegar comida, um no banheiro, um jogando Farmville pelo iPhone e apenas um prestando atenção no que o mestre tá falando.

    Bons tempos quando bastava desligar a TV que todo mundo tinha que focar no jogo…. se eu um dia voltar a mestrar vou proibir laptop/celular no meio do jogo.

    • DM Rafael disse:

      Cara, você acabou de descrever algumas sessões de jogo minhas onde eu (o mestre) era o único que não tinha um laptop ou iPhone na mão.

      Acredito que isso se agrave com mesas muito cheias (essa minha de D&D tem 6 jogadores). Tenho pouco ou nenhum problema com mesas menores. Na verdade, eu prefiro mestrar para até 4 jogadore, porque da pra explorar melhor os subplots de cada um.

      Agora acho que esse reporte reforça minha opinião que D&D não depende dos cinco jogadores padrão. Obviamente são necessárias adaptações nos encontros, especialmente de aventuras oficiais. Mas jogos com pouquissimos jogadores pode ser uma experiência diferente e bem divertida.

  7. Nibelung disse:

    Na verdade, tem uma dica pra solução na sala anterior: Uma impressão de uma pata direita.

  8. SharpWalker disse:

    Bem legal o reporte, Davi.

    Vocês jogam com algum suporte de conferência, tipo Skype?

  9. Samuel DW disse:

    reportes de sessao sao legais, mas se gravassem o audio e o disponibilizassem seria bem melhor. SJ sao otimas pra matar a vontade de jogar quando nao se tem tempo

Os comentários estão encerrados.