Reporte de sessão: Escamas Púrpuras Sessão 12

Olá Jogadores e DMs!

Essa sessão já rolou faz um tempo, eu só demorei pra postar aqui. Com os Escamas Púrpuras ainda escondidos em Netheril, eles aproveitam para Wren resolver suas missões com os elfos negros. E descobrem um mega plano de um ataque à recém reestabelecida Myth Drannor!

O que é um reporte de campanha? É uma postagem onde descrevo sucintamente os acontecimentos da última sessão, comentando os encontros e desencontros do grupo. Nossa aventura é em Forgotten Realms, usando o sistema do D&D 4ª edição. O nosso grupo está no nível 8. Estamos baseados na região de Cormyr, mas passeando atualmente pela Underdark do império de Netheril.

A missão

Erzoured Obaskyr, o sobrinho do rei Foril de Cormyr, está tentando o domínio do reino, manipulando os dragões púrpuras, war wizards, e fazendo alianças com os Shadovar de Netheril. Mas, enquanto isso, o bugbear que trabalha para o reino, num grupo secreto chamado Escamas Púrpuras, recebeu uma missão da casa drow Maermylath. Além disso, Amos, o anão, agora veste o Colete Invulnerável de Arnd, um artefato sagrado entre os anões. Calixto tem ouvido notícias de guerra das terras ao leste, e o grupo descobre que os drows planejam acabar com o Mythal de proteção de Myth Drannor.

O grupo

Na sessão doze tivemos somente os quatro jogadores que estão na Underdark. A druida Lara meio que apareceu, por estar seguindo o grupo já faz um tempo. Então, tivemos:

Encontros

  1. Inicialmente o grupo foi jantar com a matrona da casa Maermylath. Amos e Calixto ainda estavam disfarçados de elfos negros, e Wren se passou de escravo do grupo. Durante o jantar, conhecem Fatale, uma mercadora de itens mágicos Shadar-kai. Mais tarde, eles descobrem que essa Shadar-kai é uma traidora, e está sendo manipulada pelos Mind Flayers aliados de Nightshade, o dragão que está com o último dos itens necessários para passar pelo Mythal de Myth Drannor. O grupo aceita uma missão de descobrir onde está Nightshade e obter o item.Cubo Gelatinoso
  2. O grupo, ainda disfarçado, espera as ruas esvaziarem e invadem a loja de Fatale, logo após reencontrarem Lara. Eles conversam com a Shadar-kai, mas a diplomacia vai pro vinagre com movimentos furtivos e o pau come. Ela tenta fugir para os subterrâneos, e chama vários outros soldados das sombras, mas sem sucesso. O grupo descobre o local do esconderijo de Nightshade, e ainda conseguem intimidar um soldado e descobrir que terão uma emboscada no caminho.
  3. Dentro dos esgotos da Underdark (algo meio recursivo), enfrentam um grupo inusitado. Um Oni, que tentou (e não conseguiu) emboscar o grupo, com dois soldados Shadar-kai, e um pobre Cubo Gelatinoso que estava ali de bobeira, mas levou uns dano de área, ficou puto e foi atrás dos personagens!
  4. mindflayerPor fim, o grupo chega no lar improvisado do Dragão Negro Nightshade. Ele sai de surpresa das águas densas do esgoto drow, e por um momento o grupo chega a suar frio. Mas com bastante coordenação, furtividade e uma ajudazinha da armadura-artefato de Amos, vencem o oponente, que lutava para se vingar a morte da filha, causada pelos jogadores na sessão 2.
  5. Mas, do nada, um Mind Flayer vem batendo palmas irônicas para os jogadores, e diz que vai ficar com o item, e que Myth Drannor ainda não pode cair. Amos, motivado pelos sussurros de glória e combate da armadura, dá carga na criatura. Com sorte, Wren acerta a criatura de maneira excepcional, e se vendo em desvantagem, a aberração resolve fugir. Mas vai voltar, e em maior número.

Minhas observações

  • O Colete Invulnerável de Arnd já está no máximo de seu poder depois da vitória do grupo sobre Nightshade, já que Amos passou de nível e rolou 10 na concordância… quero ver o que vou fazer agora. Acho que preciso de um Tarrasque-Rust-Monster!
  • Não tive coragem de colocar o Mind Flayer junto com o Dragão, e acho que teria sido TPK. Jamais saberei. Só sei que o Mind Flayer sozinho (mesmo sendo de nível 14) levou duas facadas de Wren e já ficou sangrando. Não foi à-toa que ele fugiu com os tentáculos entre as pernas.
  • Mais uma vez o Dungeon Delve salvou minha pele. Basicamente os encontros dessa sessão é a Delve 8 do livro, ipsis literis, com o background da nossa mesa.
  • O que os jogadores vão fazer agora é um pepino. Se eles darem o item para os drows, irão ajudar criaturas malignas a acabarem com um império aliado de Cormyr. Por outro lado, se fugirem serão caçados. E mentir é sempre um risco. Massa!

Ainda não sei quando voltaremos a jogar, mas a trama está só melhorando! E rolem 20!

Sobre Daniel Anand

Daniel Anand, engenheiro, pai de gêmeas e velho da Internet. Seu primeiro de RPG foi o GURPS Módulo Básico, 3a edição, 1994. De lá para cá, jogou e mestrou um pouco de tudo, incluindo AD&D, Star Wars d6, Call of Chuthulu, Vampire, GURPS, Werewolf, DC Comics (MEGS), D&D 3-4-5e, d20 Modern, Star Wars d20, Marvel Superheroes, Dragonlance SAGA, Startrek, Alternity, Dread, Ars Magica e atualmente mestro 13th Age. @dsaraujo no twitter

Esta entrada foi publicada em Post, Reporte de Sessão e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

27 respostas a Reporte de sessão: Escamas Púrpuras Sessão 12

  1. @rommachado disse:

    Meio apelo 4 caras de nivel 8 conseguirem bater tão facil em um de nivel 14…__Acho que eles não vão entregar a parada pros drow e entrarão de cabeça em mais uma confusão. Ou vão arrumar um jeito de enganar os drow…

    • Daniel Anand disse:

      Na verdade, um cara sozinho, que não era solo nem elite, dificilmente guenta o tranco do grupo, a menos que tenha defesas extratosféricas. E foram dois ataques furtivos muito bem rolados do Wren! 😀

  2. Vinicius Zóio disse:

    Essas tendências ambíguas dos personagens dessa campanha são ótimas, rsrsrsrs!

    Poxa, sacanagem o Mind Flayer não ter dado mais pressão! 🙂 É outro monstro que vivo querendo usar em minha campanha! ^^

    O que eu estou prestes a usar na minha campanha é um Rage Drake bombado para vilar Solo Monster! 😀 Cruel o bixim! ^^ Espero que não role TPK por aki 😛

    • VitorLevc disse:

      O Zoio!!! Ta malz msm hein!!! Rage Drake Solo!!! Boa ideia

      • Vinicius Zóio disse:

        Huahuahuahuahuahuhaua, blz Vítor?!?! 🙂

        Pois é kra, é um sidequestzim que eles podem pegar durante a aventura para "caçar" o bixo. Do mal a criança! 😀

  3. renatorecife disse:

    Uma dúvida, os Shadovar de Netheril são Shadar-kai ou uma raça diferente?

  4. DanielSetita disse:

    O Mind Flayer foi pressionado pelas minhas adagas primeiro!

    Não acho que foi desbalanceado. Eu tirei metade da vida dele em dois rounds com sneak attack. Se for ver é isso mesmo que ele tem que durar, de 3 a 4 rounds na mão de um striker bom. Como ele estava sozinho aí pareceu que ele era fraco. Mas só estava em desvantagem na verdade.

    Com ataques de área que dão daze um grupo deles acabaria fácil com o nosso grupo, onde a maior defesa contra will no nível 8 é um mísero 20 e a média uns 15 hehe…. Acho que ele rola +12 contra Will

    E o Wren pelo menos está muito afim de entregar o item para os Drow, vamos ver o que a líder do grupo diz.

    • monipadial disse:

      A Calima, vai ficar em cima do muro, pois não morre de amores por Myth Drannor e talvez os Drows sejam melhor aliados contra Thay, na verdade ela vai esperar pra ver a opinião da Calixto.____

  5. Riketz disse:

    "O Colete Invulnerável de Arnd já está no máximo de seu poder depois da vitória do grupo sobre Nightshade, já que Amos passou de nível e rolou 10 na concordância…"

    pode parecer uma pergunta nub.. mas o que é este "passou de nível e tirou 10 na concordância"?

    • Daniel Anand disse:

      Concordância mede o quando o personagem combina (ou concorda) com o artefato. Quando maior esse número, mais poderoso e feliz fica o item. Se o número ficar baixo, as vezes o item dá até penalidades. No nosso caso, o item já foi pro nível máximo!

  6. Tsu disse:

    Eita, personagem munchkin detected…
    Rogue Bugbear Brutal Scoundrel? hehehe…e ainda usa arma maior q o normal

    pelo menos o anão fighter (Battlerage Vigor) foi nerfado na errata. Battlerage é muito poderoso

    • Daniel Anand disse:

      Foi por isso que ganhou um artefato. Para não sentir tanto a transição… 😀

      • DanielSetita disse:

        No caso o dano adicional do tamanho da arma é muito pequeno. Adagas de 1d6 e não 1 d4 de dano.

        Só tenho 1 daily que da 3W de dano, ou seja, nesse poder dou de 3-6 de dano a mais. Mas em geral são só +1ou 2 de dano possível por conta desse poder.

        Bugbear ganhar 2STR e2DEX ajuda MUITO mais hehe…

      • DanielSetita disse:

        No caso o dano adicional do tamanho da arma é muito pequeno. Adagas de 1d6 e não 1 d4 de dano.

        Só tenho 1 daily qye da 3W de dano, ou seja, nesse poder dou de 3-6 de dano a mais. Mas em geral são só +1ou 2 de dano possível por conta desse poder.

        Bugbear ganhar 2STR e2DEX ajuda MUITO mais hehe…

  7. Zaknafein disse:

    Anand vc usa o FR 4° ou só as regras do D&D 4° com o antigo FR?
    Vc gostou das mudanças do FR4°?

    • Daniel Anand disse:

      Usamos o FR 4ª edição, mesmo. Eu acho que entre as mudanças, teve coisa boa e coisa ruim. Eu gosto mais do panteão sem uma divindade muito superior às outras (Mystra), gosto de Thay como está, gosto de Cormyr com mais intriga, gosto da Baldur's Gate favelão.

      Mas acho Abeir meio forçado e a Spellplague difícil de usar em jogo, por exemplo. Na prática, não dá muita diferença não, porque nossa aventura poderia ter sido no antigo FR sem grandes mudanças. Achei exageradas as críticas ao FR novo.

      Abs!

  8. Vinicius Zóio disse:

    Anand, deixa eu fazer umas perguntas off-topic… (e que voce já deve ter respondido num dos seus podcasts :P)

    Quando você usa Skill Challenges, você declara a todos que um Skill Challenge vai começar ou mantém tudo no seu lado da mesa? Eu esta debatendo a questão com meu grupo, para ver a preferência deles (que é por skill challenges mais "covert", feitos do meu lado da mesa) mas minha experiência é mais com challenges feito no aberto, declarando quais skills serão usadas e que tipo de benefícios elas representam no mundo de jogo. E você e seu grupo, como fazem?

    Uma outra pergunta é sobre um tema que me dá nos nervos – monster knowledge checks. Na minha experiência, eles atrasam pra kcte o combate – utilizo monstros bem variados e daí cada jogador quer rolar uns 3 testes para identificar os monstros, antes do combate começar e tiram boa parte da graça de usar alguns monstros – já que num resultado de 20 ou mais no Heroic Tier e o teste revela todos os poderes dos monstros. Arranjei um jeito de minimizar a rolação de dados (cada jogador rola um dado apenas e usa o resultado somado a todos os knowledges relevantes) mas tenho um jogador mais gamista que prefere um jogo mais "transparente" (Viu o artigo sobre game transparency há algum tempo na Dragon?) – dessa forma, descrevo todos os poderes dos monstros (que tb não é fácil e toma tempo) em grandes detalhes, inclusive em termos de jogo. Eu acho que isso tira um bocado da imersão da coisa já que ao invé de começarmos o combate eu fico uns 5 a 10 minutos falando sobre todos os poderes dos monstros etc, etc. Como você lida com isso? Fala dos poderes e seus benefícios mecânicos numa boa? Com seu grupo, eles demoram muito nos monster knowledge checks?

    Vlw amigo! 😀

    • Daniel Anand disse:

      Olha, para Skill Challenges, depende muito do tipo. Quando é um mais focado em social, com diplomacia e afins, acho que ficar muito aberto mata um pouco a cena mesmo, falar: "skill challenge!!" e começar a dialogar. Mesmo porque, acho que cenas assim nem devem ser desafios de perícias, normalmente.

      Para desafios mais físicos, gosto de deixar bem claro o que é o sucesso, o que é o fracasso, qual é o objetivo. Mostrar para os jogadores que eles precisam de uma estratégia, e não só uma desculpa para usar sua perícia de maior modificador.

      Para os monster knowledge check, nós sempre fazemos passivo aqui na nossa mesa. Como o DM já sabe os modificadores melhores dos PCs, já sei o quanto eu dou de informação para os PCs, ou o PC específico se for o caso. Então não tem essa de rolar 20. Se você tem +8 de Religion, considero que você sabe tudo até Religion DC 18 e nada além disso. Tente de novo daqui a dois níveis! 😀

      • Vinicius Zóio disse:

        Show! É uma idéia interessante! 🙂

        Ainda assim, me fale como a coisa vai ficar quando o passivo deles chegar ao 20 tá bem? 🙂

        Obrigado Anand! ^^

        • Daniel Anand disse:

          Eu não entendi qual o problema do passivo deles chegarem em 20. É eles saberem tudo sobre os monstros de nível baixo? Faz sentido na minha cabeça.

          • Vinicius Zóio disse:

            Quando o passivo deles chegar no 20, tecnicamente, eles sabem todos os poderes de todos os montros do Heroic Tier! 🙂 E daí que fica minha questão – na minha mesa, além dos dados serem rolados anteriormente, quando passam desse resultado, tenho que descrever todos os poderes dos monstros no combate :P. E fico na dúvida se tento fazer isso "interpretativamente" (e que nas minhas tentativas, não consegui fazer legal) ou se falo na lata todas as estatísticas Poder tal, ação X, recarga Y, 2d disso de dano tal, etc, etc. E de ambas as formas, gasto um tempo desgraçado pra descrever os poderes dos monstros, que como disse, costumam ser de tipos variados :P.

            Por isso que estou curioso para ver como vc vai lidar com a coisa saca? Talvez não seja um problema na sua mesa! Talvez você consiga lidar com a coisa bem melhor que eu! E por isso gostaria de saber sua experiência! 🙂

            Brigadão pelos comentários Anand! 🙂 Sempre bom ter ajuda de um mestre mais experiente! ^^

  9. @Tahlenhexus disse:

    Vo começar a mestrar em breve to pensando em fazer um reporte num velho blog que eu tenho… quando eu vi o cubo gelatinoso achei que eles tinham sofrido bastante na mão de um desses nessa sessão. xD
    Até lembro do dia que um amigo meu tava mestrando dai um amigo nosso foi beber um liquido preto de um barril e era um tipo de slime que ataco a gente logo após. xD

    • Que nojo! Parece até uma cena saída de um filme de terror muuuito velho, "A Coisa", em que uma fábrica de iogurte congelado encontra uma gosma estranha em uma caverna e começa a vender como se fosse sorvete, só para descobrir mais tarde que se trata de uma bactéria alienígena gigante! Ou seja, o pessoal estava comendo o tempo todo um tipo de monstro gelatinoso semi consciente!

  10. Otaner Demarchi disse:

    Não sei se aqui é local exato para postar…

    Estou procurando um grupo para jogar D&D 4ª Edição. Acredito que vocês utilizem o Fantasy Grounds II, eu ainda não tenho, mas poderia estar adquirindo uma licença sem problemas.

    Posso jogar qualquer dia da semana a partir das 23:00 (alguns dias posso jogar antes)…

    Meu e-mail para contato é omdemarchi@gmail.com, fico no aguardo! Obrigado.

  11. CARACA! AGORA É OFICIAL!
    O PRÓXIMO CENÁRIO DE CAMPANHA DE D&D 4E SERÁ DARK SUN!
    FODA DEMAIS!!!!

Os comentários estão encerrados.